Significado de sortilégio

Você sabe o que significado de sortilégio? À primeira vista, remetemos à palavra sorte pela nomenclatura. Mas, engana-se quem pensa que essa palavra tem uma explicação tão simples. Na verdade, ela nasceu com um sentido, mas acabou ganhando outro com o passar dos anos.

A palavra sortilégio é a união de dois compostos: o sortis e o legere, formando a palavra do latim sortilegium. A primeira significa sorte e a segunda ler. Desta forma, sortilégio, nos seus primórdios, era feita por sacerdotes ou feiticeiros, e nada mais era do que adivinhar o que viria.

O que significa sortilégio?

Segundo o dicionário online Sinônimos, sortilégio significa bruxaria, feitiço, mágica e encantamento. Ou ainda bruxedo, feitiçaria e malefício. Portanto, o significado de sortilégio tem várias interpretações. Tanto as positivas, quanto negativas.

Mulher fazendo mágia

Sortilégio deriva do latim ‘sortilegium’ e significa ‘ler a sorte’ (Foto: depositphotos)

Porém, apesar dos dicionários formais relacionarem à palavra sortilégio e esses significados, individualmente existem algumas diferenças entre bruxaria, feitiço, mágica e encantamento, por exemplo. É o que você verá agora.

Diferenças entre bruxaria, feitiço, mágica e encantamento

Sempre que alguém se referir à palavra sortilégio, saiba que ela está querendo se referir à bruxaria, feitiço, mágica e encantamento. Porém, você também precisa distinguir um do outro, pois o sortilégio pode ser uma espécie de feitiço ou simplesmente uma mágica.

Bruxaria

A título de exemplo, bruxaria tem várias interpretações, principalmente a depender da época a qual você se refere: a Bruxaria Histórica ou Bruxaria Moderna.

Bruxaria Histórica

A Bruxaria Histórica é aquela que mais conhecemos, pois ela surgiu na Idade Média e até hoje é reproduzida em alguns clássicos do cinema ou da televisão. É a forma mais caricatural de falar de bruxaria, fazendo relações com as forças do mal, bruxas malvadas e todo tipo de feitiço para prejudicar as pessoas.

À época do seu aparecimento, era chamada no continente europeu de Witchcraft. As pessoas que a praticavam eram condenadas e perseguidas pela Igreja Católica. Na verdade, qualquer pessoa que praticasse atos diferentes dos cristãos tradicionais era chamada de bruxa. Inclua-se nessa conta as curandeiras, benzedeiras, ciganas, parteiras e videntes.

Bruxaria moderna

Essa bruxaria teve início no século 20. E ela é totalmente diferente da interpretação da Idade Média. A bruxaria adotou a fertilidade como símbolo e utiliza o Wicca para doutrinar seus seguidores.

O Wicca ou Bruxaria moderna é entendido atualmente como um fenômeno religioso. As pessoas que a praticam podem ou não serem chamadas de Bruxas, porém o preconceito que existe na palavra acaba negativando sua prática.

De acordo com o site especialista A Wicca, a Bruxaria Moderna é uma religião de natureza pagã, cujos adeptos reverenciam: “A Deusa (o aspecto feminino e deidade ligada à antiga Deusa Mãe em seu aspecto triplo de Virgem, Mãe e Anciã.) e seu consorte, o Deus Cornífero (o aspecto masculino e deidade ligada ao Deus Caçador, apresentado como Criança da promessa, Fertilizador e Ancião)”.

Entre as regras dos praticantes está de cultuar todas as criaturas vivas, por isso não se pode fazer sacrifício de nenhum ser vivo, como animais e muito menos pessoas. Por isso, quem faz parte da Bruxaria Moderna rechaça qualquer envolvimento com os satanistas ou prática de magia negra.

Feitiço

Sortilégio também pode significar feitiço, que é o resultado da feitiçaria. Essa prática utiliza elementos na natureza em busca de transformar uma realidade ou mudar a energia.

Por exemplo, a vela é uma espécie de feitiçaria. Quando acendemos uma vela por alguém ou por uma determinada situação, ela é um ingrediente para mudar a energia do problema ou levar uma energia boa para a outra pessoa. É uma vontade nossa que se revela por meio do simbolismo de acender uma vela.

O uso do incenso bastante comum entre as pessoas também é um ato de feitiçaria. A ideia é que o aroma que emana transforme a energia da casa, das pessoas e das situações. Os óleos aromáticos e as ervas também têm o mesmo fim.

Mágica

Obviamente, não estamos falando aqui da mágica do entretenimento, onde desaparecem ou aparecem coisas bem aos nossos olhos para fins de diversão. Embora, elas tenham uma ligação na sua origem, a magia que é um dos sinônimos de sortilégio, significa outra coisa.

A magia ou mágica é a tentativa de mudar a realidade com atos simbólicos. A oração, por exemplo, é interpretada pela Wicca ou Bruxaria Moderna como uma magia, pois a pessoa faz o ato simbólico de orar para que alguma realidade mude, mesmo sem colocar a “mão na massa”. Assim, simplesmente pelo ato da oração, o praticante acredita que a situação possa mudar.

Outro ato de magia é quando acreditamos que uma determinada cor pode atrair bons fluídos. Quem nunca vestiu branco no ano novo? Essa é uma crença que podemos classificar de magia ou mágica. Em resumo, a magia está presente em todas as religiões e também em muitos rituais pagãos.

Encantamento

Já o encantamento é o ato de reunir elementos, objetos, misturas ou qualquer ato que busque uma determinada realização.

Para simplificar o seu entendimento é só imaginar uma receita de bolo. A lista de ingredientes e seu modo de preparo seria o encantamento.

O Brazil Site esclarece ainda que, encantamento é uma série de “elementos disponíveis para formar estas correspondências são cores, alimentos, plantas e flores, animais, metais, pedras, tecidos, fibras vegetais, sementes, perfumes, sons e óleos. Dependendo da complexidade da operação, se ao invés de um simples feitiço você executar um ritual, então terá de procurar também sintonizar divindades relacionadas ao pedido em questão”.

Dessa forma, de significado de sortilégio nos referimos também ao encantamento e essa série de elementos relacionados à palavra.

Resumo do significado de sortilégio

Você viu ao longo deste artigo que o significado de sortilégio tem algumas interpretações dispares. Podemos afirmar que existem as interpretações etimológica, histórica e até a cultural.

A etimológica garante que sortilégio significa bruxaria, feitiço, mágica e encantamento. Sendo que as quatro palavras podem ter significados diferentes, embora tenham o mesmo fim.

Já na classificação história, vemos que o sortilégio tem duas fases bem explícitas: a antiga e a moderna, quando na primeira era perseguido e interpretado como algo ligado às forças malignas. Já na fase mais moderna, o sortilégio é algo mais ligado à natureza e a prática de cultos para fins benignos.

Por fim, a interpretação cultural da palavra sortilégio que está ligada a atos maléficos ou misteriosos. O ato de enfeitiçar, encantar ou seduzir está intimamente ligado culturalmente às interpretações negativas da bruxaria e na condenação dos bruxos em geral.

Sobre o autor

Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.