Publicado por Redação

O inverno nem sempre é o melhor momento para os atletas explorarem os seus potenciais. O frio aumenta os riscos de lesões, sem falar na temperatura que acaba dificultando a intensidade dos treinamentos.

Mas, o inverno também traz os seus benefícios. Alguns especialistas afirmam que o frio pode ajudar a emagrecer e também a combater a retenção de líquidos.

Segundo Daniel Marques, fisioterapeuta da Ibramed, uma empresa fabricante de equipamentos de reabilitação esportiva e estética, nessa época do ano, os atletas profissionais e amadores devem redobrar as atenções.

“No frio, os músculos ficam mais contraídos, o que pode aumentar chances de lesão. No entanto, essa é uma excelente época para otimizar os resultados […]. Utilizar a tecnologia como aliada durante o inverno é uma maneira inteligente para quem se quer se preparar para o próximo verão, já que existem tratamentos que ajudam na rotina pós-treino e também otimizam os resultados”.

Por isso, o especialista dá três dicas importantes para evitar complicações musculares durante o inverno enquanto o atleta intensifica o seu treinamento.

Aqueça-se e alongue-se

Alongamento para treinar no inverno

Foto: depositphotos

O estiramento pode ser evitado apenas com o hábito do aquecimento e alongamento. No inverno, esse risco aumenta.

“As fibras musculares se rompem no momento que a atividade física exige mais do que o corpo pode oferecer, pode ser evitado se a pessoa pratica alongamento e aquecimento pré e pós treino”.

 

Faça treinos intensos

Dicas de como ter disposição para malhar no inverno

Foto: depositphotos

Para equilibrar a temperatura interna do corpo, no inverno, o organismo queima mais calorias. Por isso, especialistas recomendam que as pessoas que querem perder peso, obtêm mais resultados nessa época do ano.

“Já para quem treina com regularidade, uma dica é adaptar sua rotina e investir em atividades intensas e mais rápidas”.

Além de todas essas dicas, é importante salientar que todas as pessoas que desejam iniciar uma atividade física mais intensa devem procurar um médico para realizar exames que vão identificar quais são as condições cardíacas de cada indivíduo.

No plano de treinamentos, os atletas também precisam recorrer a educadores físicos habilitados para orientação do ritmo dos exercícios.

Veja mais!