História do Cristianismo


Cristianismo

Hoje o cristianismo é praticado por um terço da humanidade.

Uma grande diferença do passado, pois no começo somente algumas centenas de pessoas, aqueles que seguiram Jesus até o calvário, o praticavam.

Um dos principais passos para a popularização do cristianismo ocorreu em 313, quando Constantino, então imperador do Império Romano, converteu-se e liberou a difusão desta doutrina em seu império.

Na Idade Média, após um movimento chamado de Reforma Protestante, surgiram diversas outras religiões baseadas no Cristianismo, o que foi um reflexo da insatisfação do povo quanto os dogmas da Igreja Católica Romana.

Algumas destas religiões são o Calvinismo (França), Anglicanismo (Inglaterra) e a Igreja Luterana (Alemanha).

A base do Cristianismo é a crença de que Jesus é filho de Deus e que Ele veio a Terra para morrer por nós, assim nos concedendo seu perdão acerca dos nossos pecados.

Isto está documentado no Novo Testamento, que conta toda a vida de Jesus escrita por seus discípulos.

Jesus não veio para modificar aquilo que foi passado no Velho Testamento e sim para confirmar estas idéias.

Os ensinamentos de Jesus podem ser resumidos em: “Ama a Deus sobre todas as coisas” e “Ama a teu próximo como a ti mesmo”.