Fique por dentro: causas mais comuns da Pneumonia


Imagem - Pneumonia

Pneumonia é uma infecção ou inflamação nos pulmões, que pode ser causada por vírus, parasitas, bactérias ou fungos.

Afeta pessoas de todas as idades e, anualmente, causa a morte de muitas delas.

A bactéria pneumococo é a mais frequente causa da pneumonia ocasionada por bactérias, o que corresponde à metade dos casos.

Como acontece a contaminação

Quando os mecanismos de defesa do organismo falham, podem ocorrer as seguintes situações que causam a doença:

+ uma das mais frequentes ocorre quando se inala um microorganismo ao respirar e este vai até um ou aos dois pulmões e ocasiona a pneumonia;

+ frequente também é quando bactérias localizadas na boca se proliferam e são aspiradas ao pulmão;

+ já a forma incomum de se contrair a pneumonia é através da circulação do sangue, quando microorganismo causador de infecção em outro local do corpo, chega aos pulmões através da circulação sanguínea, causando a infecção.

Como funciona o sistema de defesa do nosso aparelho respiratório?

Todo nosso aparelho respiratório tem defesas, desde o nariz, até os pulmões. Veja:

+ NARIZ:  retém as grandes impurezas, impedindo que penetrem em nosso corpo;

+ REFLEXOS: quando partículas pequenas são inaladas pelas vias respiratórias, quem as combate são os mecanismos reflexos, tais como: espirro, pigarrear e tosse, que expulsam essas partículas;
Sintomas da doença
Quando há um quadro de gripes e resfriado, a filtração que normalmente ocorre no nariz é alterada, assim como a imunidade do organismo, que diminui, possibilitando a pneumonia;

Também quando há a supressão daqueles reflexos de defesa, em casos em que a pessoa dorme alcoolizada, sofreu perda de consciência ou fez uso de sedativos ou tem sequela neurológica, por exemplo.

+ PULMÕES: no interior dos pulmões há cílios de limpeza, que removem as secreções com microorganismos que passaram pelos outros mecanismos de defesa.  Estes cílios de limpeza ficam no interior dos brônquios, tubos que levam ar aos pulmões e, nos fumantes, são muito prejudicados, já que o fumo os paralisa temporariamente.

+ ALVÉOLOS: é onde há a troca gasosa (entra oxigênio e sai gás carbônico) e onde estão as células especializadas em englobar os microorganismos que tenham ultrapassado quaisquer das outras barreiras de proteção.