Causas e tratamentos contra Olho de Peixe


Causas e tratamentos conta olho de peixe

Conheça os principais tratamentos contra olho de peixe e livre-se desse problema tão incômodo. | Foto: Reprodução

O “olho de peixe”, como é popularmente conhecida, trata-se de uma verruga plantar que se manifesta nos pés, com uma textura espessa e elevada. Esse nome é justamente por ela apresentar uma cor amarelada com um ou mais pontos negros no centro, assemelhando-se a um olho.

Causas

A causa do surgimento do olho de peixe vem do vírus do papiloma, também conhecido como HPV, cuja principal forma de transmissão é por via sexual. Poucos sabem, mas é a doença sexualmente transmissível mais comum em todo o mundo.

Características

  • Essas verrugas que se assemelham a um olho são resultado da ação do HPV nas células da pele.
  • Quando se localizam na região plantar, são aproximadamente quinze vezes menores que as que surgem em outros locais do corpo. Todavia, mesmo sendo pequenas, são extremamente dolorosas, principalmente por essa ser uma área de descarga corporal (os pés).
  • A doença pode disseminar-se no mesmo indivíduo ou em outros, caso ocorra a inoculação do vírus por conta de escarificação ou contato. Esse período e inoculação varia de 1 a 21 meses.
  • Segundo pesquisas, a maior taxa de infecção se dá em adultos jovens e adolescentes, em especial aqueles que frequentam programas comunitários como piscinas públicas, quartéis e escolas.
  • Alguns estudos revelaram que de 75% dos casos desaparecem sem nenhum tratamento, sendo que 50 % deles evoluem espontaneamente.
  • A dor se dá por conta que aquele pontinho preto no meio da verruga é apenas a superfície de uma estrutura enraizada na pele. Quando essa lesão é submetida à pressão, como por exemplo, em uma pisada, a dor aparece.

Tratamentos contra olho de peixe

O tratamento geralmente é feito com palmilhas que “amortecem” as zonas de descarga nas áreas que foram acometidas pelas verrugas. Aliado a isso, podem ser usadas alguns medicamentos ou medidas físicas e químicas para estimular a escarificação do centro das verrugas.

A pele que fica ao redor das lesões é protegida com vaselina (geralmente pastosa), para que seja feita a curetagem das áreas atingidas e em seguida aplicada uma pequena quantidade de ácido. Após aproximadamente 4 minutos, o local é lavado com soro fisiológico e coberto com um curativo simples.

Esse procedimento pode ser realizado uma ou duas vezes por semana. Em casa, o paciente também pode aplicar soluções coloidais de salicilatos, para ajudar na cicatrização. Passados cerca de 3 meses, a maioria dos indivíduos já não possui mais infecção no local.

Dica importante: enquanto estiver em tratamento do olho de peixe, procure usar meias, calçados e roupas de banho exclusivas, para não correr o risco de passar para outra pessoa do seu convívio.