Esgrima – história e regras deste esporte


Disputa de esgrima

A esgrima é hoje uma prática não muito difundida no Brasil, mas extremamente admirada e praticada por pessoas de vários países, tendo como objetivo tocar o adversário com uma lâmina ao mesmo tempo em que se evita ser tocado.

Vamos ver um pouco de sua história e regras, para entender melhor este fascinante esporte olímpico.

História

Todos sabem que as armas são desde a pré-história, sinônimos de defesa e consequentemente de ataque.

Alguns achados, inclusive em templos japoneses há muito tempo, já mostravam alguns guerreiros com armas pontiagudas, porém não havia nenhuma regra precisa, mas com o tempo surge a preocupação com as técnicas para aplicar aos golpes.

Surgindo em Roma inicialmente escolas para ensinar técnicas da esgrima apenas aos jovens de famílias nobres. Depois seguindo para Espanha, onde é inventada e acrescentada novas formas de lutas e um novo tipo de arma. Em seguida passou para a Itália, onde foram feitos estudos de golpes mais seguros, depois passou pela França, onde é novamente transformada, com treinamento mais leves e golpes não letais, a tornando mais parecida com o que é nos dias de hoje.

Esgrima em jogos Olímpicos

Em 1896 a esgrima foi introduzida nos  jogos Olímpicos em Atenas na Grécia, sendo uma das quatro modalidades que permanecem até hoje. Em 1936  pela primeira vez, foram utilizados os aparelhos elétricos que hoje são sinalizadores de toques que marcam a contagem dos pontos de cada esgrimista.

Em 1924 as mulheres começaram a participar dos jogos olímpicos, mas somente na modalidade de florete, elas só conseguem participar em todas as modalidades em 2004.

As armas

Armas da esgrimaFlorete:

Considerada a arma mais comum entre os praticantes por ser mais flexível, e que não machuca tanto.

É uma arma boa para o início da aprendizagem. Exige postura, agilidade, equilíbrio e além de um bom senso de reflexo.

Espada:

É uma arma pode atingir qualquer parte do corpo do adversário. Boa para jogadores grandes. Não significa que os esgrimistas menores e mais ágeis não possam usá-la, mas nota-se que é, te todas , a mais adequada para pessoas altas.

Sabre:

O sabre é a arma usada para duelos mais violentos. Possui a lâmina mais flexível. Permite uma luta mais ágil, exigindo habilidade e preparo físico do lutador.

Algumas regras do esporte

  • Não é permitido a competição entre mulheres e homens.
  • Antes de colocarem as máscaras os esgrimistas cumprimentam o adversário, árbitro e assistentes.
  • Os atletas deverão estar ligados por um fio de corpo conectando suas armas ao placar eletrônico,
  • Cada arma da esgrima possui uma área diferente específica de pontuação.
  • O árbitro pergunta se houve determinada situação e os árbitros podem responder “sim”, “não” .

A esgrima moderna pode ser praticada por pessoas de qualquer faixa etária e de ambos os gêneros. É uma prática que tem, sobretudo a ver com a formação do carácter, cortesia, honra e sinceridade, melhoria da resistência muscular, desenvolvimento da coordenação motora e do poder de concentração e agilidade.

Esgrima antes de tudo é uma verdadeira arte.