Eu conhecia um cara que praticava este esporte francês, onde pessoas normais agem como verdadeiros spider-mans. Para os traceurs – assim são chamados os praticantes do sexo masculino – pular uma parede de 5 metros é moleza.

O esporte se assemelha com artes marciais, mas o objetivo do Pakour não é se defender e sim escapar de situações adversas. Lembro-me muito bem de um filme – se não me engano era “B13” – onde o protagonista parecia sabão, por qualquer brecha ele passava, pulava como um macaco , caia com um gato, sempre de pé, ou melhor, rolando.

Esse esporte cairia como uma luva para os ladrões de galinha do interiorrr, nunca alguém conseguiria alcançá-los.

Voltando a falar sério, este esporte é reconhecido mundialmente e, no Brasil há uma associação chamada “Associação Brasileira de Parkour“.

Se você se interessou, veja nossos links com materiais relacionados: