Sobrenomes americanos femininos e masculinos

Atualmente, um dos sobrenomes mais comuns dos Estados Unidos é o Smith

Neste artigo você vai ver exemplos de diversos sobrenomes americanos que podem ser usados tanto no feminino, quanto no masculino.

Os sobrenomes são algo importante em todo o mundo, já que é por eles que se sabe a qual família uma pessoa pertence. No entanto, em algumas sociedades, como a americana, os sobrenomes possuem um peso ainda maior.

Isso porque eles são a principal forma de identificação e de tratamento entre estranhos. Já que, ao contrário do que acontece no Brasil, os primeiros nomes são apenas para pessoas próximas, como amigos e família por exemplo.

Por isso, é bastante comum que as pessoas se tratem apenas pelos sobrenomes. Um exemplo disto são personalidades famosas e chefes de estado, que são sempre chamados pelos sobrenomes. Por causa dessa importância separamos aqui diversos exemplos de sobrenomes americanos que você pode usar em algum momento da sua vida.

Por que usamos sobrenomes?

Você sabia que o uso de um segundo ou terceiro nome em todas as pessoas é algo relativamente novo na história da humanidade? Até o século 7, as pessoas tendiam a viver em sociedade menores.

Logo, não precisavam se preocupar em se deparar com algum desconhecido que tivesse o mesmo nome. Por isso, era comum que todas as pessoas de uma região tivessem apenas um nome, já que a maioria das pessoas se conheciam.

Cartões de apresentação

Smith é um dos sobrenomes mais populares dos Estados Unidos (Foto: depositphotos)

No entanto, com o aumento da população isso se tornou um problema. Por isso foi preciso criar uma outra forma de diferenciar duas pessoas que tivessem o mesmo nome. Assim, durante o século 7 na Europa foi criado o hábito de dar dois nomes para uma pessoa. De acordo com historiadores, os primeiros sobrenomes que surgiram eram patronímicos. Ou seja, que faziam referência ao pai. Só para exemplificar, o sobrenome americano Peterson, significa literalmente “filho de Peter”.

Logo depois as pessoas passaram a usar como referência o local de nascimento ou profissão. Por exemplo, Smith, que é um dos sobrenomes americanos mais comuns, quer dizer ferreiro. Isso significa que as primeiras pessoas que começaram a ser chamadas por este sobrenome tinham esta profissão.

Com o passar do tempo os sobrenomes se espalharam por todo o mundo e outros foram sendo criados. No entanto, os mais antigos ainda carregam essa memória de quando foram criados.

Sobrenomes americanos antigos

Existem vários sobrenomes antigos, que são usados até hoje pelos americanos. De alguns é possível até mesmo traçar a origem deles desde o início, quando começaram a surgir no continente europeu.

Confira a seguir uma lista com diversos sobrenomes americanos antigos e que são cheios de história.

Brown
Carter
Clark
Davies
Edward
Harris
Jackson
Johnson
Jones
Lee
Lewis
Peterson
Philips
Roberts
Smith
Taylor
Thompson
Turner
White
Williams

Sobrenomes americanos femininos e masculinos

Uma curiosidade a respeito da língua inglesa é que ao contrário do português, ela possui menos flexões nominais. Ou seja, não existe tanta mudança no modo de escrever uma palavra de acordo com pessoa, tempo e até mesmo o gênero.

Dessa maneira, existem diversas palavras que são consideradas neutras, já que podem ser usadas tanto para o masculino, quanto para o feminino.

Da mesma forma acontece com sobrenomes. Em especial porque eles são passados pela família, então não sofrem variações. Por isso separamos aqui uma lista com diversos sobrenomes que podem ser usados em homens e mulheres, por ordem alfabética.

Veja também: Centenas de nomes para gatos

Sobrenomes americanos com letras de A à M

Abbott
Adams
Allen
Andersen
Anderson
Armstrong
Arnold
Austin
Ayers
Bailey
Banks
Barker
Barnett
Black
Brown
Bryant
Bush
Byrd
Campbell
Carey
Carroll
Carter
Castillo
Castro
Clark
Clifford
Cooper
Daniels
Davis
Day
Dean
Dennis
Diaz
Dixon
Douglas
Duncan
Eaton
Edmondson
Edwards
Elliott
Ellis
Emery
Evans
Erickson
Ewing
Ferguson
Fernandez
Finnegan
Fisher
Fletcher
Ford
Foster
Fox
Franklin
Garcia
Gardner
Gomez
Gonzalez
Gordon
Gray
Green
Greene
Gregory
Hamilton
Hardy
Harper
Harris
Hart
Henry
Herrera
Hill
Hunt
Ingram
Irving
Jackson
James
Jamison
jacobs
Jenkins
Jimenez
Johnson
Jones
Jordan
Kane
Keene
Keith
Keller
kennedy
Kent
King
Kirk
Klein
Lake
Lancaster
Larson
Lawrence
Lee
Leonard
Lewis
Lockhart
Lucas
MacDonald
MacGregor
MacKenzie
MacMillan
Malloy
Marsh
Martin
Matthews
Mueller

Sobrenomes americanos com letras de N à Z

Nash
Neal
Nelson
Neville
Newton
Nichols
Nolan
Norris
North
O’Brien
O’Connell
O’Donnell
Ogle
O’Hara
O’Keefe
Oliver
Olson
Owen
Page
Palmer
Parker
Parks
Patterson
Payne
Pearson
Pennington
Pratt
Quinlan
Quinn
Ramsey
Randall
Ray
Reed
Reese
Regan
Reynolds
Richards
Robinson
Salisbury
Sampson
Sanders
Sawyer
Scott
Sharpe
Shaw
Shelton
Shepherd
Taylor
Templeton
Tery
Thomas
Thompson
Thurston
Todd
Tucker
Turner
Underwood
Upton
Urquhart
Vance
Vargas
Vaughan
Vaughn
Vega
Velez
Vogel
Wade
Wagner
Walker
Wallace
Warren
Watson
Weber
Webster
Wilson
Ziegler
Zimmerman

Raros

Alguns sobrenomes americanos são mais raros de serem usados. Isso acontece na maioria das vezes porque eles foram trazidos por imigrantes, que acabaram se mesclando com a cultura do país.

No entanto, mesmo que raro ainda é possível encontrar pessoas que possuem eles nos dias atuais. Confira a lista com alguns desses sobrenomes.

Placa com nome

Ao contrário dos brasileiros, os americanos se tratam pelo sobrenome (Foto: depositphotos)

Ashworth
Bonneville
Butterworth
Chips
Clegg
Cohen
Febland
Fernard
Grader
Harred
Ingham
Jarsdel
Kershaw
Nighy
Nuttal
Ogden
Pober
Rummage
Sutcliffe
Woodbead

Veja tambémDicas de nomes bonitos – femininos

Origem dos sobrenomes mais comuns nos Estados Unidos

Como já foi falado neste artigo, foi a partir do século 7, na Europa que os sobrenomes passaram a ser utilizados por todas as pessoas. Por isso, vários sobrenomes americanos são derivados dos que foram criados em vários países europeus e foram levados para os Estados Unidos por imigrantes.

Hoje, um dos sobrenomes mais comuns no país é o Smith. Esse sobrenome teria começado para designar pessoas que trabalhavam como ferreiros. Ou seja, modelavam o ferro nas mais diversas ferramentas.

Já Johnson, outro sobrenome bastante comum, significa “filho de John. Ele é um exemplo do que chamamos de sobrenomes patronímicos, ou seja, fazem referência a figura paterna. Com o tempo isso foi passando entre as gerações e se transformou em um sobrenome bastante comum.

Existem ainda outros sobrenomes populares entre os americanos que foram derivados de profissões. Eles são Taylor, que significa alfaiate e Shepard, que significa pastor. Sendo assim, é certo dizer que os antepassados das pessoas que possuem estes sobrenomes trabalhavam nessas funções. Com o aumento da população do local, eles passaram a ser chamados assim como uma forma de se evitar confusões geradas por causa de duas ou mais pessoas terem os nomes iguais.

Sobre o autor

Jornalista com formação completa no curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (UniFavip-DeVry). Experiência prática de dois anos em produção jornalística para TV e rádio (Mtb-PE: 6770). Atualmente atua na área de redação para web, nas áreas de educação, beleza e saúde alternativa. Além da formação no curso superior, possui experiência em produção de vídeo, diagramação de livros e revistas e marketing.