ginecosmastia

O que é Ginecomastia?

É o desenvolvimento excessivo de tecido na região mamária do homem.

Quais as causas da Ginecomastia?

Isto ocorre por diversos motivos, o mais comum é o excesso de hormônios que os homens têm na adolescência. Outros motivos pode ser o uso de drogas e/ou álcool.

Qual é a cirurgia adequada a este caso?

A técnica dependerá do tipo de Ginecomastia e de sua severidade.

Dependendo destes dois fatores, podem ser utilizadas separadamente ou em combinação: lipoaspiração, lipoaspiração ultrassônica e mastologia redutora.

A cirurgia consiste em um corte pequeno em forma de semicírculo na parte inferior da aréola (mamilo). A cicatriz não é aparente e fica praticamente invisível com o tempo. O cirurgião retira a glândula de consistência dura e aumentada, e que deverá ser examinada por um patologista.

A anestesia é local ou geral, dependendo da preferência do paciente. Depois da cirurgia podem surgir pequenos hematomas, que desaparecem rapidamente. O paciente pode voltar às atividades normais depois de uma semana, evitar tomar sol no local durante dois meses e esperar três meses para retomar os exercícios físicos.

Mais informações sobre a cirurgia:

Nome técnico: Tratamento Cirúrgico da Ginecomastia
Idade recomendada: após a adolescência, quando cessar o crescimento
Anestesia: local com sedação
Duração da cirurgia: em média 1h30
Permanência na clínica: aproximadamente 8 horas
Cicatriz: discreta
Pré-operatório: exames de laboratório e arquivo radiográfico (mamografia)
Pós-operatório: colete utilizado durante um mês, no mínimo.
Tempo de recuperação: após uma semana, a pessoa pode retomar as atividades normais.

Quanto custa em média um Ginecomastia?

O preço médio de uma cirurgia destas varia em torno de R$ 1.000 a R$ 3.000,00.

Como escolher o médico certo para fazer minha operação?

O método mais indicado na escolha de um médico é através da indicação. Se você conhece algum médio, mesmo que ele seja de outra área, peça a ele que lhe indique algum cirurgião plástico, decerto ele lhe dará boas informações.

Além disto, é essencial que o médico que irá fazer sua cirurgia seja devidamente formado, especializado e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).