EEEEE PISCINAO!

 

 

Com a alta temperatura dos últimos tempos fica difícil não pensar em ter uma piscina em casa. Imagine no meio da semana, você chegar estraçalhado do trabalho e ter lá na sua residência aquela cratera aglomerada do liquido mais importante do mundo, e tudo exclusivo para você.

Assim pensam e agem a maioria dos brasilienses, como indica dados do CODEPLAN (Companhia de Desenvolvimento do Planalto Central). Brasília é a cidade brasileira onde há o maior número de piscinas no Brasil.

Ao contrário do que muitos pensam, construir uma piscina não sai tão caro. Somente basta espaço, onze mil reais no bolso e uma manutenção mensal de duzentos e cinqüenta reais.

Há vário tipos de piscinas: as de vinil, que custam em média onze mil reais; as de fibra, que custam em média dez mil reais e as de azulejo ou pastilha de vidro, que custam quinhentos reais por metro quadrado.

Além da piscina você ainda terá de comprar cloro, uma bomba e um filtro. E se você estiver disposto a gastar um pouco mais seu dinheiro, você pode adicionar em sua piscina um gerador de ondas, um toboágua ou um aquecedor.

Lembre-se que não é preciso ter o dinheiro todo para fazer sua piscina, há muitos tipos de financiamentos por aí que podem lhe ajudar a ter um lazer prazeroso em casa.