, , , ,

O que é o Novembro Azul e a relação com o câncer de próstata

Depois do Outubro Rosa em que o mundo inteiro promove a campanha de conscientização sobre o câncer de mama, é a vez do Novembro Azul. O objetivo desse mês é alertar a classe masculina sobre a importância do combate ao câncer de próstata.

Criado na Austrália em 2003, o movimento conhecido no Brasil como Novembro Azul, surgiu batizado de Movember e foi estimulado pelas comemorações ao Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, tradicionalmente celebrado a cada 17 de novembro.

Em território brasileiro, a campanha do Novembro Azul teve origem graças ao Instituto Lado a Lado pela Vida, em novembro de 2012.

Novembro Azul e o câncer de próstata

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino responsável por armazenar líquidos.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA), afirma que esse tipo de câncer é o segundo mais comum nos homens, ficando atrás somente do de pele.

A maior parte dos pacientes acometida pela doença está na terceira idade. Por isso, todos os homens acima dos 45 anos já devem fazer os exames.

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) realizou uma pesquisa em 2013. O estudo entrevistou cinco mil homens dos quais 51% nunca fizeram os exames de testosterona, 44% jamais foram a um urologista e 47% não fizeram o exame específico para detectar o câncer de próstata.

De acordo com o médico Alexandre Fonseca, da Oncomed de Belo Horizonte (MG), o câncer de próstata tem crescimento lento e os homens que tenham parentes de 1º grau são mais propensos a desenvolver a doença.

O especialista lembra ainda que na fase inicial, os pacientes não sentem sintomas algum. Somente em estágio avançado é que o homem pode sentir dificuldades de urinar ou algum tipo de dor.

Campanha do Novembro Azul visa conscientizar sobre a prevenção do câncer de próstata

Novembro Azul no Brasil surgiu em 2012 (Imagem: Divulgação/ Instituto Lado a Lado pela Vida)

O diagnóstico só é confirmado depois de uma biópsia. E o tratamento pode envolver diversas frentes como cirurgia, quimioterapia, radioterapia e hormônios. A decisão do que será feito é tomada pelo médico oncologista do paciente.

O médico ressalta que a melhor forma de diagnosticar o câncer precocemente é fazer exames de PSA e screening.

Veja também Câncer no pênis: o que é, causas, sintomas e tratamentos

O câncer de próstata tem cura?

Sim. Tudo depende do estágio que a doença está. Assim como qualquer tipo de câncer, quando diagnosticado precocemente e recebe tratamento adequado, ele é passível de cura.

Por isso, não hesite em fazer todos os exames para diagnosticar o mais cedo possível.

Famosos que tiveram câncer de próstata e venceram

Ter um diagnóstico de câncer não significa que você vai morrer, e é isso também que o Novembro Azul visa conscientizar.

Muito pelo contrário, várias pessoas têm essa doença e ficam muito bem depois de se submeter ao tratamento ideal. Confira a seguir alguns famosos que passaram por esse problema e estão esbanjando saúde.

Robert De Niro: o galã dos cinemas teve câncer de próstata em 2003, aos 60 anos. Depois de se submeter ao tratamento ficou bem, casou e até teve um filho;

Martinho da Vila: o sambista brasileiro descobriu a doença aos 70 anos. Fez cirurgia e se curou;

Jayme Monjardim: outro famoso brasileiro que revelou ter tido câncer de próstata aos 60 anos foi o Jayme Monjardim. O diretor da Globo se afastou para receber o tratamento, mas assim que ficou bem, voltou a trabalhar.

Exames que detectam o câncer de próstata

Existem dois principais exames simples que detectam o câncer de próstata. O primeiro é o do toque, um exame físico quando o médico verifica a consistência da próstata e o tamanho da glândula que fica no reto. O outro é o PSA, o Antígeno Prostático Específico.

Bom, agora que você já conhece sobre a campanha do Novembro Azul e a sua relação com o câncer de próstata, nada melhor do que se prevenir (se você é homem e encontra-se na faixa dos 45 anos), ou mesmo de estimular algum conhecido seu que esteja nessa fase da vida.

Sobre o autor

Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.