,

Como acionar o seguro de celular

Saiba o que fazer se seu aparelho for roubado ou furtado

Sabe aquele aparelho dos sonhos que você economizou bastante para comprá-lo? Você pode colocá-lo em um seguro de celular. O preço varia de acordo com o modelo do aparelho e pode ser bastante útil, principalmente se você costuma perder ou quebrar frequentemente os seus celulares ou até mesmo já foi vítima de roubo ou furto. Acionar o seguro também é fácil. Veja como.

Os planos básicos incluem indenização em caso de roubo ou furto qualificado, mas há os mais completos que disponibilizam até cobertura para danos físicos, elétricos, por água ou líquido.

O ressarcimento pode ser feito de duas formas: com outro aparelho igual ou com dinheiro. O valor pago varia entre 10 e 25% do valor do aparelho.

Celular: como acionar o seguro?

O primeiro passo para acionar o seguro do celular é registrar um boletim de ocorrência

A franquia paga é de 25% do valor do celular (Foto: depositphotos)

Se você tem a cobertura contra furto e roubos do seu celular, o primeiro passo é entrar em contato com a operadora e pedir o bloqueio da linha e do aparelho. Como prevenção, vale a pena instalar um aplicativo de segurança que faz o bloqueio, limpa os dados pessoais e até rastreia o dispositivo.

Depois disso, você tem que registrar um Boletim de Ocorrência em uma autoridade policial para atestar o sinistro. Esse documento é importantíssimo para você receber a cobertura da seguradora. Ele é válido e reconhecido por muitos órgãos oficiais.

Veja também: Qual celular comprar? Dicas de escolha do melhor aparelho

Por fim, você deve entrar em contato com a empresa para acionar a apólice do seguro, que deve prevê casos de roubo ou furto qualificado. Lembre-se sempre de ler com cautela o contrato assinado para evitar frustrações posteriores. Há coberturas que variam de 100 a 75% do valor do aparelho.

Quando o seguro não vai cobrir o roubo ou furto do celular?

Embora seja útil, o dono do aparelho precisa ter em mente que há determinadas circunstâncias que não recebe cobertura da seguradora. Por exemplo, se o dono deixou o celular em cima da mesa de um restaurante e, ao voltar ao local, o aparelho não estava mais lá, ele não será indenizado.

Outro equívoco comum é achar que qualquer tipo de furto é assegurado. Se o seu aparelho está dentro de uma bolsa e ela é roubada, você também não estará acobertado. Somente se a ação criminosa for explícita e ameaçadora, você receberá a indenização da empresa contratada.

Um detalhe curioso é que ao acionar o seguro, o cliente vai pagar uma franquia correspondente a 25% do valor do aparelho novo, no ato da entrega. Antes disso acontecer, o cliente deve apresentar: cópia do RG, CPF e comprovante de residência; cópia autenticada da Nota Fiscal do aparelho e do B.O. e declaração descrevendo como ocorreu o roubo/furto.

Depois é só esperar a análise das documentações e esperar que a seguradora entre em contato para dar instruções sobre o pagamento da franquia e o pagamento da indenização para a reposição do aparelho.

Veja também: Como descobrir o número de celular que me ligou?

Se previna de roubos e furtos de celular

Para prevenir incidentes maiores, mantenha o seu aparelho protegido também por senhas e jamais deixe seus contatos, aplicativos de bancos ou redes sociais abertas.

Salve em um lugar seguro o número do EMEI do seu aparelho para bloqueá-lo se algo acontecer e não esqueça de sempre fazer um backup dos seus contatos e arquivos.

Sobre o autor

Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.