WordPress: atualização, FTP e permissões


chmod

Lembro de um comercial que dizia que o maior invento do ser humano foi a tevê. Concordo plenamente.

Aproveito aqui este espaço para fazer uma afirmação: o maior invento no campo da internet foi o Orkut, quer dizer: foi o FTP.

Pode parecer besteira, mas tenta ter um site sem utilizar um programa de File Transfer Protocol (clique aqui para baixar o FileZilla, o melhor FTP grátis que há na face da terra). Este é o meu caso. A conexão que uso não permite o uso de FTP, por isto tenho que enviar, deletar, mudar permissões CHMOD, tudo isto e muito mais via “Gerenciador de Arquivos” do Cpanel – é fod@ 😡 !

Minha última desagradável experiência foi a atualização do WordPress.

(preste atenção que subjetivamente vou ensinar como você atualizar seu WordPress).

Fui lá:

  1. Baixei a versão mais atual do WordPress;
  2. Fui no “Gerenciador de Arquivos” – se você usa FTP desconsidere isto – e onde se encontrava o WordPress deletei todos os arquivos do mesmo, com exceção da pasta “wp-content”, dos arquivos “htacess” e “wp-config”;
  3. “Beleuza”, “intaum” subi todos os arquivos do wordpress – com excessão dos que não apaguei: wp-content e wp-config;
  4. Abri o arquivo “wp-upgrade” – no seu caso faça o seguinte: abra o endereço www.SEUDOMINIO.com.br/wp-upgrade;
  5. Pronto!

Pronto o cacetete! Quando fui abrir o painel administrativo nada “funfava” e o layout tava o “Ó do giló”.

Graças a Deus eu sabia qual o problema: permissões.

Ocorre que muitas vezes quando você upa os arquivos, eles ficam com as permissões: pastas – 700; arquivos – 600 (ERRADAS).

Então, você tem que mudar tudo para 755 e 644 (diretórios e arquivos).

Pra quem tem FTP, é como transportar bois em carretas. No meu caso, foi como levá-los numa carroça, um a um.

Putz! Como deu trabalho. Passei horas em frete ao pc. Espero que você não passe por isto.