Unhas encravadas – entendendo e tratando o problema


Unha encravada - ilustração

Chamada popularmente de unha encravada, a onicocriptose é uma doença que atinge diretamente os dedos.

Sua causa é proveniente do corte inadequado das unhas que, quando aparadas pelos cantos fazem com que a pele forme uma barreira por cima da mesma, gerando dificuldade no seu crescimento. Assim, sem espaço, ela perfura a camada criada pela pele na região. Com isso, surgem inflamações seguidas de fortes dores, sangue e pus.

Geralmente o encravamento de unhas ocorre mais facilmente nos dedos dos pés, outro fator que contribui para isso é o uso excessivo de sapatos apertados ou que possuam pontas muito finas. Em crianças recém-nascidas, a ocorrência da onicocriptose deve-se a utilização de macacões fechados nos pés que sejam muito apertados.

Prevenção

Para prevenir o problema, é importante saber a forma adequada de cortar as unhas dos dedos. Por isso, evite cortá-las pelos cantos, apare-as de forma que fiquem retas e não as deixe muito curtas, pois a pele poderá tomar o espaço da unha que, ao crescer, irá perfurá-la. Outra dica é lavar adequadamente os dedos dos pés, pois muitas pessoas pensam que durante o banho o pé fica limpo com a água que escorre do corpo. Engana-se quem pensa assim, você deve lavar diariamente os dedos dos seus pés com sabão neutro e até mesmo uma escova.

Dicas para prevenção

  • Corte os dedos de forma correta
  • Lave diariamente os dedos dos pés
  • Não use sapatos apertados
  • Dê aos pés momentos de ventilação

Tratamento

As medidas de tratamento vão depender de acordo com o caso. Uma muito comum é separação da pele com um algodão. Procedimentos cirúrgicos também são eficazes, principalmente na remoção de tecidos inflamados ou destruindo a parte da matriz da unha na área em que ela está encravada. O processo de extração da unha deve ser evitado, uma vez que quando retomado o crescimento ela voltará a encravar.