Sarna em cachorro – sintomas, tratamento e prevenção

Sarna

A sarna é uma infecção causada pela infestação do ácaro Sarcoptes scabiei e do Demodex canis. A doença pode ocorrer tanto em animais, quanto em seres humanos, que em alguns casos, podem apresentar sintomas severos.

Sintomas

O principal sintoma da sarna é a coceira constante. Isso ocorre pois o ácaro parasita aloja-se na pele do seu hospedeiro, causando uma irritação alérgica, que causa vermelhidão e perda de pelos no local.

A demodécica (como a sarna é conhecida quando ocorre em cães) pode se manifestar de forma localizada ou generalizada. A primeira, como o próprio nome já diz, trata-se de quando a doença afeta apenas uma parte do corpo. Já a segunda, caracteriza-se pela infecção no corpo inteiro, o que é raro.

Quando o ácaro responsável pela sarna é o Sarcoptes scabiei, a doença pode facilmente ser transmitida de animais para humanos, que passam a apresentar praticamente os mesmos sintomas citados acima. Nesses casos, o maior foco de infecção está localizado nas mãos, especificamente entre os dedos, onde são formadas feridas acompanhadas de coceira insuportável.

Diagnóstico

O diagnóstico da sarna é feito através de uma raspagem das áreas afetadas, principalmente aquelas que sofreram descamação. Essa amostra é levada a um microscópio, onde serão procurados os ácaros e também os seus ovos.

Em alguns casos, o animal possui sintomas tão característicos da doença, que já é dado automaticamente o diagnóstico, sem a necessidade de nenhum exame. Entretanto, deve-se tomar bastante cuidado, pois essa infecção pode ser confundida com várias outras doenças de pele, ou até com uma simples alergia. Por conta disso, antes de começar a tratar seu cão, consulte um veterinário.

Tratamento

O tratamento não é tão complicado como muita gente pensa. Se seguidos todos os procedimentos receitados pelo veterinário, seu cachorro estará saudável em poucas semanas. Dependendo do estágio da doença, podem ser usados vários métodos, como:

  • Loções tópicas;Cachorro
  • Produtos acaricidas;
  • Banhos de peróxido de Benzoíla;
  • Medicação injetável.
  • Nunca, jamais, medique por conta própria o seu animal, pois alguns dos medicamentos são tóxicos e podem acarretar em outro problema, podendo até matá-lo.

Prevenção

A melhor alternativa para prevenir a sarna em seu cachorro é cuidar bem da saúde e higiene dele e do local onde ele vive.

Veja abaixo alguns outros cuidados que devem ser tomados:

  • Dê banhos periódicos no seu cachorro. Caso opte por fazer isso na pet shop, certifique-se que as escovas e materiais usados são bem higienizados;
  • Quando passear com ele na rua, evite que ele entre em contato com animais de rua, pois o ácaro pode passar facilmente de um para o outro;
  • Use métodos anti-pulgas e carrapatos prescritos pelo seu veterinário. Isso ajuda a manter o seu cãozinho super saudável.

Recomendar:

Comentários

Sobre o autor

Redação

SiteTwitterFacebook