Religião Rastafari – características e história

religiao rastafari

Rastafari significa: Ras(“Príncipe”) Tafari (“da paz”). origem deste termo vem da palavra Rastafari Makomen, título dado a Hailê Selassiê I, antigo imperador da Etiópia, considerado pelos rastafaris como a representação terrena de Deus (Jah).

Este movimento religioso surgiu na Jamaica, nos anos 20, entre a classe trabalhadora e de camponeses negros, baseada numa interpretação bíblica onde o único monarca africano, por seu status, merecia o título de Rei dos Reis, título tal que foi dado pela Igreja Ortodoxa Etíope.

Outro motivo do surgimento desta religião era o grande sofrimento que a população africana sofria, o que propicia um grande espaço para o surgimento de novas religiões, acompanhadas por líderes religiosos.

Características do Rastafari:

  • Uso das cores verde, dourado e vermelhas, que representam a bandeira da Etiópia, como símbolo da religião.
  • Uso de maconha, chamado de “erva” pelos praticantes da religião, é liberado, pois de acordo com sua ideologia ela serve para purificar os rituais.
  • Alguns dos rastafaris são vegetarianos, motivados pelas leis do Levítico e do Deuteronômio do Velho Testamento.
  • Eles defendem com “unhas e dentes” a cultura africana, que por muito tempo foi menosprezada pelos europeus.
  • Outro costume comum proibido era o de cortar ou pentear os cabelos. Essa tradição religiosa Rasta também é fundamentada em diretrizes sagradas.

Grandes defensores desta religião:

  • Quem popularizou o Rastafarianismo no mundo foi o cantor Jamaicano Bob Marley.
  • Outro grande nome é Marcus Grey, que era considerado um profeta desta religião.

Recomendar:

Comentários

Sobre o autor

Redação

SiteTwitterFacebook