Quais são os efeitos do êxtase?


êxtase

No Brasil a dependência de drogas é uma realidade que presenciamos diariamente – seja na família, entre colegas e amigos, ou os estranhos que passamos pela rua.

O começo do uso de drogas pode ser motivado por pura curiosidade, momento depressivo da vida, má influencia de amigos  ou intuito de se sentir mais confiante em festas e baladas.

Uma destas drogas é o êxtase, um comprimido que foi inventado em 1914 para ser usado como moderador de apetite. Esta função não deu resultados e posteriormente a substância passou a ser utilizada no campo da psicoterapia. Outro insucesso.

Atualmente o MDA (sigla para metilenodioximetanfetamina, o nome da substância) é muito encontrado em festas raves e seu preço varia de R$ 25,00 a R$ 50,00.

Os jovens o consomem a fim de sentir seus efeitos, que são:

  • alucinógenos (mudança de percepção da realidade);
  • energéticos (a pessoa fica com insônia por um bom tempo);
  • “entactógenos” (o usuário torna-se mais comunicativo, sente-se mais à vontade ao conversar com outras pessoas).

Mas o lado ruim da “laranja” logo aparece:

  • Efeitos físicos:batimentos cardíacos acelerados, aumento da temperatura corporal, desidratação, aumento da pressão arterial, perda de memória, entre outros.
  • Efeitos psicológicos/comportamentais: alta irritabilidade, paranóia, confusão, ansiedade, problemas com o sono, entre outros.

O uso contínuo desta droga pode gerar problemas no fígado, assim como a icterícia.

Pesando prós e contras: NÃO USE ESTA DROGA E NENHUMA OUTRA, PORQUE VOCÊ NÃO ARRISCA SÓ SUA INTEGRIDADE FÍSICA, MAS TAMBÉM DOS QUE O REDEIAM.

Fontes de informações:

http://www.virtual-party.org/pt/ecstasy6162.html

http://www.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/quest_drogas/extase.htm