Profissão de arquiteto: detalhes do curso de arquitetura e salário


Profissão de arquiteto: detalhes do curso de arquitetura e salário

Foto: Reprodução

Escolher uma profissão atualmente é uma das coisas que mais causam dúvidas nos jovens ao prestar um vestibular. Muitos recorrem a testes vocacionais, outros dão um tiro no escuro. Entretanto, independentemente de qual curso irá fazer, é preciso, antes de tudo, saber todas as informações a respeito dele, como por exemplo: atividades desenvolvidas, mercado de trabalho, especializações e claro, o salário médio.

Um dos cursos mais procurados nas Universidades de todo o país é o de arquitetura, provavelmente por oferecer um amplo mercado de trabalho e um salário bastante razoável. Confira mais informações sobre essa profissão:

O curso de arquitetura

O curso de Arquitetura tem como objetivo principal formar profissionais que atuem desenvolvendo espaços urbanos, sejam eles residenciais ou produtivos. Além disso, os profissionais também são capacitados à planejar e desenhar interiores de ambientes, como também paisagismo, mobiliários e a comunicação entre todos esses elementos.

Dentre os conhecimentos abordados durante o curso de Arquitetura, podemos destacar:

  • Cálculos;
  • Projetos em ambiente CAD;
  • Desenho à mão livre de esboços;
  • Desenho técnico;
  • Estética e plástica;
  • Estudo de sistemas estruturais e da Arquitetura estrutural;
  • Estatística;
  • Física aplicada à cases da área;
  • Hidráulica;
  • Planejamentos Arquitetônicos.

Na maioria das Universidades, o curso dura em média quatro anos, podendo ser prolongado com especializações, como por exemplo:

  • Paisagismo;
  • Urbanismo;
  • Design de interiores;
  • Design gráfico aplicado à arquitetura;
  • Comunicação visual, entre outras.

A profissão

O arquiteto trabalha projetando e organizando espaços (que podem ser externos ou internos), seguindo critérios rigorosos de estética, funcionalidade e ergonomia (ramo da ciência que estuda a adaptação do objeto ao ser humano).

Quem trabalha com isso tem o objetivo de criar um espaço novo a partir de um já existente, levando em conta a disposição do mobiliário, decoração, assim como da quantidade de luz e ventilação no local.

O arquiteto também acompanha a construção/reforma que projetou, sempre fazendo visitas técnicas ao local, fiscalizado o trabalho dos pedreiros em conjunto com um engenheiro (quando for o caso).

Para ser um arquiteto bem sucedido, é preciso que o indivíduo possua algumas características essenciais, tais como:

  • Noção de espaço;
  • Muita atenção à detalhes;
  • Comunicar-se bem com pessoas;
  • Capacidade de ouvir e usar as críticas e sugestões a fim de melhorar o seu trabalho;
  • Capacidade de estar sempre se reinventando e buscando novas inspirações;
  • Domínio da matemática;
  • Perfeccionismo;
  • Ter pelo menos um mínimo de habilidade para desenho;
  • Senso estético e prático aguçados.

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para um arquiteto é bastante amplo. Além de poder trabalhar por conta própria, em um escritório (que também pode ser montado com a participação de alguns sócios), ele também pode trabalhar em construtoras, instituições de pesquisa (como o IBGE) e dando assessoria em empresas públicas e privadas.

Salário

O salário de um arquiteto pode variar bastante, dependendo do local onde trabalha. Em regiões onde o padrão de vida é alto, evidentemente os rendimentos serão maiores. Mas em trabalhos concursados, em geral, a remuneração inicial para essa profissão gira em torno de R$ 3.000, valor que pode aumentar em mais de dez vezes caso ele também trabalhe por conta própria.