Oração ao Sagrado Coração de Jesus


O começo da devoção

Tudo começa com a Santa Margarida Maria de Alacoque, que até então era apenas uma humilde mulher nascida em Verosvres, que tentava servir à Deus em meio à tempos difíceis. Margarida não levava uma vida boa, principalmente após a morte do seu pai, que culminou na mudança dela e da mãe, Felizberta de Alacoque, para uma casa de parentes, mais precisamente seu tio. Lá, ela teve que viver cercada de pessoas que não eram generosas e que não respeitavam sua vontade de fechar-se num convento.

Mesmo com o impasse dos familiares, Margarida conseguiu sua comunhão aos 9 anos, o que era bastante importante para ela. Aos 22 anos, soube que teria sua confirmação e decidiu preparar-se durante 15 dias, nos quais refugiou-se para escrever num caderno uma lista com todos os seus pecados e falta, e leu tudo para o seu confessor depois. Essa primeira parte da vida de Margarida foi essencial para definir quem ela seria, já que sempre quis tanto se tornar “Irmã Margarida”.

Oração ao Sagrado Coração de Jesus

Imagem: Reprodução

E assim foi feito, tornou-se Irmã Margarida Maria de Alacoque, que com 25 anos teve o privilégio de ver a primeira manifestação visível de Jesus – fato ocorrido durante as festividades de São João Evangelista, em 1673, enquanto a Irmã Margarida estava recolhida em oração. A partir daí, essas aparições tornaram-se “frequentes”: na primeira sexta-feira do mês, ele ficava “visível” e isso se repetiu em três anos. Curiosidades desses encontros de Margarida Maria e Jesus Cristo:

  • Certa vez, ele disse para ela: “Prometo-te, pela Minha excessiva misericórdia e pelo amor todo-poderoso do meu Coração, conceder a todos os que comungarem nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, a graça da penitência final; não morrerão em minha inimizade, nem sem receberem os sacramentos, e Meu Divino Coração lhes será seguro refúgio nessa última hora”.
  • Outra vez, apontou o dedo em seu coração e falou, na presença dela: “Eis o Coração que tem amado tanto aos homens a ponto de nada poupar até exaurir-se e consumir-se para demonstrar-lhes o seu amor. E em reconhecimento não recebo senão ingratidão da maior parte deles”.
  • Em linhas gerais, ele – pessoalmente – incumbiu ela de funções como: divulgar e propagar pelo mundo a piedosa devoção (Sagrado Coração de Jesus), como uma mensageira.

Irmã Margarida morreu cedo, aos 43 anos, em 1690 e só veio a ser canonizada em 1920.

Oração ao Sagrado Coração de Jesus

Lembrai-vos, ó dulcissímo Jesus, que nunca se ouviu dizer que alguém, morrendo com confiança ao vosso Sagrado Coração, implorando a vossa divina assistência e reclamando a vossa infinita misericórdia, fosse por Vós abandonado.

Possuído, pois, e animado da mesma confiança. Ó Coração Sagrado de Jesus, rei de todos os corações, recorro a Vós,e me prosto diante de Vós. Meu Jesus, pelo vosso precioso testemunho de sangue e pelo amor de vosso divino Coração, vos peço não desprezais as minhas súplicas, mas ouvi elas favoravelmente e atender-me. Amém.