O que é xenofobia? O que significa?


Xenofobia

A xenofobia é explicada pelo constante e grande medo de algo estranho. Depende muito do contexto em que esteja sendo usada, pois o significado ainda pode ser mais amplo, sendo caracterizada como um transtorno psiquiátrico ou como uma forma de preconceito e racismo. É um medo irracional que faz aversão ou profunda antipatia às pessoas estrangeiras e de diferentes culturas.

As pessoas que têm esse problema podem se manifestar de várias formas, sendo juntas em um grupo ou mesmo sozinhas. Existe uma grande desconfiança às pessoas estranhas ao meio em que aquele xenófobo vive. Surge, então, o desejo de agredir verbal ou fisicamente. O medo do desconhecido pode ser mascarado no indivíduo como aversão ou ódio, gerando preconceitos. Entretanto, nem todo preconceito é causado por xenofobia.

Os mais atingidos pela xenofobia

  • Culturas diferentes: os xenófobos tendem a querer atingir de má forma as pessoas que possuem costumes diferentes;
  • Cor da pele: desde a antiguidade esse problema fora recorrente. Existe preconceito dos brancos aos negros e vice e versa, sem mencionar as outras etnias;
  • Imigrantes: estas pessoas sofrem muito com a xenofobia. Há casos tão severos em que algumas pessoas foram expulsas do novo local por preconceito.

A doença

Mais restritamente, a xenofobia é o medo excessivo e descontrolado do que é desconhecido. Sendo assim, é considerada uma doença que se insere no grupo das “perturbações fóbicas”, caracterizadas por uma ansiedade clinicamente significativa provocada pela exposição a um objeto ou situação temida. Os indivíduos que apresentam essa condição de terror persistente e excessivo tendem a evitar o contato com estranhos uma vez que a situação lhes provoca grande angústia, ansiedade, aumento da tensão arterial e da frequência cardíaca. Há casos extremos em que a situação pode provocar um ataque de pânico.

Como tratar

A doença tem tratamento e é feito com terapia comportamental e exposição gradual as situações que causam terror. Nessas situações, a pessoa com o transtorno irá se conscientizar de que isso não é tão arriscado e aterrorizador como pensava. No tratamento o paciente aprende a controlar os sentimentos de angústia e a ansiedade. Alguns casos fazem uso de medicamentos para alivio da ansiedade.