O futuro do Planeta Terra e o pessimismo dos cientistas


Mundo

Mesmo vivendo na ‘Era da Informação‘ muitas pessoas pensam d’uma forma pré-histórica. É como se de nada valesse o que nossos antepassados sofreram para evoluir através das revoluções agrícola e industrial.

Há aqueles que ainda não sabem que após a década de 1980 o mundo passou por uma nova revolução e que agora nós vivemos na ‘Era da Informação’.

Hoje informação é sinônimo de tudo: de lucro, de dispêndio, de guerra, de paz…

A informação do paradeiro de Osama Bin Laden vale milhões de dólares. Se alguém souber de alguma super transação financeira entre empresas da “Bolsa“, com certeza esta pessoa estará com uma “mina de ouro” nas mãos.

Então, por que a informação sobre o futuro do mundo, que é nossa única e insubstituível casa, não entraria neste jogo de interesses? Decerto a informação sobre o fim do planeta terra vale muito, muito mesmo.

Projetos bilionários, países e um número imensurável de pessoas teriam de mudar se o apocalipse estivesse a caminho.

Dá pra perceber agora o por quê de não podermos acreditar nem em A e nem em B.

Quem sabe dos interesses que estão por trás de tais informações. Somente se você for um cientista e por conseqüencia realmente entender sobre climatologia e “tal”, poderá tomar alguma conclusão.

Não que eu queira me tornar alheio a este assunto, mas minhas notas em geografia e biologia foram vermelhas, eu estou em recuperação nas duas e, provavelmente ficarei na final precisando tirar notas altíssimas, por isto, fico só observando de longe, sem dar opinião, pois não tenho o mínimo gabarito para julgar nem A, nem B da forma mais correta.