Novo acordo ortográfico:como usar o hífen?


acordo orotografico

Admito que meu português vai de mau a pior, resultado de desleixo, falta de atenção durante minhas leituras diárias e puro desinteresse.

Nos últimos posts que escrevi, uma dívida pairou sobre minha mente: como anda o uso do hífen após a maldita reforma ortográfica da língua portuguesa?

Se você também anda meio aéreo sobre como usar o hífen corretamente, ai vai um resumo do que mudou:

Regras acerca de prefixos terminados em vogais e falsos prefixos:

Usa-se hífen quando o segundo elemento da palavra composta começa por vogal idêntica a primeira ou H.

Exemplo: micrO-Ondas (antigamente era microondas); anti-higiênico; co-herdeiro.

Nota importante:

– Tal regra não se aplica aos prefixos “-co”, “-pro”, “-re”:

Exemplo: coobrigar – coadquirido – coordenar – reeditar – proótico – proinsulina…

Usa-se hífen quando prefixo terminar com a mesma consoante que o segundo elemento começa.

Exemplo: inter-regional, super-resistente.

Usa-se hífen em palavras com prefixo “sub” diante de palavras iniciadas com a letra “r”.

Exemplo: sub-regional.

Usa-se hífen após os prefixos: “além, aquém, ex, pos, recém, sem e vice”.

Exemplo: recém-casados, sem-teto.

Usa-se hífen quando o advérbio “mal” por sucedido de palavra iniciada com vogal ou “h”:

Exemplo: mal-humorado.

Usa-se hífen quando prefixos “circum” e “pan” forem sucedidos de palavras iniciadas com vogal, “m, n ou h”.

Exemplo: pan-americano.