Publicado por Redação

Vestimentas do dia-a-dia

“Toda pessoa tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.”
(artigo III) Constituição (eu acho, se não o for diferença não faz, já que o estado não provém a tal SEGURANÇA PESSOAL à ninguém mesmo)

No último post eu falei sobre a violência no Brasil. Agora venho através deste para tratar de um assunto que é subproduto do falado anteriormente.

Se um país não tem segurança – pública – a violência toma conta, e com isto nós,cidadãos de BEM temos que tirar do nosso bolso para financiarmos a segurança privada. Assiná-lo ainda que pagamos duas vezes: primeiro financiamos a inútil-mor segurança pública, através de impostos, pedágios; depois financiamos a segurança privado, já que a pública não dá conta nem de si mesmo (vide vídeo).

Utilizo a mim mesmo como exemplo, de um cidadão usurpado financeiramente; pago impostos que dentre outras vias, deveria tomar a via do investimento na segurança; e além disto pago por produtos, inflacionados pelo mesmo motivo: a falta de segurança.

A falta de segurança influencia nos preços dos produtos que compramos, seja ele o que for; de salgadinhos Fandangos à Pcs Dual Core de 120gb hd e memória de 2giga pronto para jogos. Pois as empresas produtoras gastam dinheiro com segurança privada, as empresas distribuidoras gastam dinheiro com a segurança privada e as empresas que comercializam também sofrem com este dispêndio FIXO. Sem contar que elas também pagam impostos que deveriam ir para segurança PÚBLICA.

Solução para a roubalheira? Solução para a falta de compromisso conosco? Não, pra isto não há.

Solução para a falta de segurança? Só algo sobrenatural ou sobre-humano poderia mudar a presente situação. Algo do tipo Zorro, Jaspion, ou melhor, Capitão América(do Sul)!