Maníacos e o Lançamento do iPhone


comprador feliz com seu iphone
Sérgio Loroza (escreve assim?) após a Dança dos Famosos, no programa do Faustão, foi para os EUA comprar um iPhone.

Duas coisas que eu odeio no capitalismo são:

1. Países medíocres como o nosso são atrasados tecnologicamente, e isso faz com que além de não termos nada tecnológico que possamos chamar de nosso, temos que ficar esperando a boa vontade dos importadores pra nos trazerem gadgets legais, e os Nike Shox da vida.

2. Devido ao câmbio, aos impostos filhos duma putha, da ganância, e da inflação, para comprar um produto bacanoso, temos de gastar no mínimo 250% a mais do valor real do produto.

Sim, digo isso, porque enquanto a garotada americana e os geeks possessivos e arredores prestigiam o lançamento do trabalhador brasileiro padrão 8 horas chamado iPhone, nos ficamos aqui chupando o dedo, esperando a nossa hora chegar, e quando chegar, vamos ter ele no mercado por no mínimo uns 2mil reais.

“[…]Em Nova Jersey, houve até uma contagem regressiva, feita por quem aguardava na fila. Assim que a loja abriu, 20 pessoas entraram e o jovem Scott foi o primeiro a adquirir seu iPhone. Ele saiu da loja levantando o iPhone, em sinal de triunfo, e foi aplaudido por quem continuava na fila.”
fonte: Terra

Chegui a conclusão de que estas pessoas são umas retardadas, apesar de lá ser barato em relação a aqui, o que leva uma pessoa a comprar uma porcaria dessas que tem 8 horas de duração na bateria? As pessoas estão cada vez mais maníacas por Apple, iPod, iPhone e blá blá blá. Queria saber como o Steve Jobs conseguiu isso, imagina se eu fizer as mulheres ficarem maníacas por mim?