Malefícios do sol para a pele e dicas de proteção

Malefícios do sol para a pele

Foto: Reprodução

Os malefícios do sol para a pele

A pele é o maior órgão do nosso corpo e também um dos mais sensíveis. Por conta disso, ela requer alguns cuidados para ficar protegida dos malefícios do sol. A exposição aos raios do sol é um dos fatores que mais causam doenças de pele no mundo, sendo o principal responsável pelo câncer nesse órgão.

Ficar com a pele exposta ao sol sem nenhuma proteção pode causar mais uma série de complicações, tais como:

  • Queimaduras provocadas pela exposição prolongada, que podem causar ardor intenso e sensibilidade da região afetada (principalmente ombros, costas e face).
  • Surgimento de manchas brancas e ressecadas, que descamam frequentemente e que podem causar alterações na coloração da pele;
  • Ressecamento da pele, pela falta de hidratação e exposição ao calor excessivo;
  • Câncer de pele, que pode ser identificado pelos seus sintomas mais comuns: manchas irregulares que mudam de cor, sangram e coçam; feridas que demoram a cicatrizar (mais de 4 semanas); dor local e mudanças na textura.

Todos esses problemas podem ser prevenidos se seguidas algumas orientações importantes, que devem ser levadas em conta na hora de se expor ao sol.

Dicas de proteção

  • Evite ao máximo ficar exposto ao sol durante muito tempo e repetidamente. Você pode não estar apresentando nenhum problema agora, mas no futuro poderá ter um envelhecimento precoce da pele, surgimento de manchas, além do fato de aumentar o risco de câncer.
  • Os horários mais adequados para se expor ao sol é antes das 10h da manhã e depois das 16h, que é o intervalo onde os raios ultravioleta estão mais fracos.
  • Não precisa ficar horas no sol para se bronzear. A pele pode demorar até 72 horas para produzir a melanina necessária para os resultados aparecerem. Ou seja, o bronzeamento é um processo lento e que deve ser feito com paciência e sem exageros.
  • Procure usar chapéus, guarda-sol ou barracas na praia e/ou piscina. Isso ajuda ainda mais na proteção.
  • Coloque uma camada generosa de filtro solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol. É nesse intervalo de tempo que ocorre a estabilização do produto sob a sua pele. Lembrando que a cada 2 horas você deve fazer uma nova aplicação.
  • Por falar em filtro solar, prefira os que possuem FPS 15 ou superior. Se tiver a pele muito clara, os mais indicados são os FPS 25 e 50.
  • Outra dica para quem possui a pele muito clara: não insista em ficar se bronzeando, isso só vai aumentar suas chances de adquirir um câncer de pele no futuro. Aceite sua cor!
  • Use o filtro solar até mesmo nos dias de “mormaços”. Pois até neles, a radiação solar consegue chegar até nós (ou pelo menos cerca de 80% dela).

Recomendar:

Comentários

Sobre o autor

Gabriel Oliveira

SiteTwitterFacebook