INSS garante cama quente a idosos


Veio
Pobre idoso achando que é o periguete das garotas

Numa breve passagem que fiz há dois anos ao estado do Maranhão, percebi algo que me deixou surpreso: velhinhos aposentados namorando garotinhas de idades entre 14 e 20 anos.

O mais engraçado desta situação é que neste caso, quem está errado são as garotinhas e não os velhinhos. Algo que pode até parecer absurdo, pois os velhinhos deveriam ser acusados de criminosos por cometerem pedofilia. Mas quem corre atrás desta “relação” são as pequenas infantes, que se aproveitam dos pobres “sinhôres” que enxergam como uma toupeira, ouvem como Van Gogh e pensam como…. pensam como…. velhos esclerosados que são!

O que elas ganham com isto? A chance de poder limpar a baba de véio? A missão impossível de tentar ressuscitar os mortos? A honra de toda noite ter de colocar a dentadura de seu amor num copo d’água?

Nenhuma destas meu caro, a paga que estas garotas recebem, garotas estas que são o polígono da safadeza pobreza, é uma aposentadoria precoce. Como assim “aposentadoria precoce”?

Ocorre que para as meninas cederem o que tem de ceder, os velhinhos também tem que cederem algo, e este “algo” é o bom e velho cartão do INSS, mais precisamente, o salário mensal deles.

Neste ponto você deve estar em dúvida sobre quem é o verdadeiro vilão desta história. Eu acho que são as garotas. Você pode achar que são os velhinhos. Um terceiro mais lúcido que nós pode achar que é o estado, por propiciar esta situação de pobreza, a causa desta “prostituição”. Um quarto pode pegar sua carabina e mirar pro consumismo, que leva até as mais nobres pessoas a investirem contra o certo. Um dos que usam fralda geriátrica decerto vai mandar todos estes irem tomar no orifício anal.

Uma coisa é certa: pague seus impostos, porque quando a velhice e viuvez chegar, com certeza diversão não faltará!