Frases do filme Marley e Eu


Frases do filme Marley e Eu

Veja uma relação com belas e sábias frases retiradas do filme Marley e Eu, que descrevem o quanto um cão pode trazer alegria para vida de seu dono. | Foto: Reprodução

Inspirado no livro de mesmo nome, escrito por John Grogan e baseado em fatos reais, Marley e Eu é um filme emocionante que conta a história de um cachorro labrador que vive por anos com uma família americana (a família de John) e por fim envelhece, completa seu ciclo de vida e morre, deixando uma grande dor em todos os membros da família, que já o consideravam como parte dela.

O filme nos transmite o sentimento entre o animal e o dono, nos mostra o relacionamento de companheirismo e também nos mostra como um cachorro é leal, fiel e dependente a quem lhe dá carinho. É capaz de emocionar qualquer um que possui também um bichinho de estimação, e aqueles que já perderam o seu cachorrinho não conseguem assisti-lo sem chorar. O filme, estrelado por Owen Wilson e Jennifer Aniston teve uma arrecadação de bilheteria muito boa, enquanto o livro virou um best seller.

Sobre o escritor de Marley e Eu

John Grogan é um jornalista americano, casado com Jenny e juntos eles possuem três filhos. Ele era colunista de um jornal, e em muitas de suas colunas ele falava do seu cachorro Marley. Então, quando o bichinho veio a falecer ele relatou isso na coluna e logo começou a receber inúmeros e-mail de pessoas que passaram pela mesma situação. Ele percebeu que até os leitores de sua coluna já tinham se apegado ao cão, e por isso resolveu juntar todas as suas colunas que falavam dele, acrescentar mais algumas coisas e escrever um livro falando sobre o seu relacionamento com Marley.

John já teve vários cachorros em sua vida, mas Marley foi o segundo, e o que mais marcou. Assim que se casou, ele e sua esposa Jenny queriam ter filhos, mas se achavam muito irresponsáveis para cuidar de uma criança. Por isso resolveram fazer primeiro um “teste” cuidando de um cachorro, e se desse tudo certo então eles teriam filhos. E foi ai que Marley chegou, e a experiência foi tão boa que eles tiveram três filhos e após a morte de Marley tiveram outros cachorros também.

Frases retiradas do filme e do livro

  • “Para um cão, você não precisa de carrões, de grandes casas ou roupas de marca. Símbolos  de status não significam nada para ele. Um graveto já está ótimo. Um cachorro não se importa se você é rico ou pobre, inteligente ou idiota, esperto ou burro.”
  • “Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Dê seu coração a ele, e ele lhe dará o dele. É realmente muito simples, mas, mesmo assim, nós humanos, tão mais sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que realmente importa. De quantas pessoas você pode falar isso? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário?”
  • “Poderíamos ter comprado um pequeno iate com o que nós gastamos com o nosso cachorro e tudo que ele destruiu. Mas, me pergunto: quantos iates ficam esperando junto a porta o dia inteiro até você voltar? Quantos vivem esperando a chance de subir no seu colo ou descer a colina com você em um tobogã, lambendo o seu rosto?”
  • “Talvez ele detivesse o segredo da boa vida, nunca se deter, nunca olhar para trás, viver cada dia com impulso, vivacidade, curiosidade e disposição adolescente. Se pensarmos que somos jovens, então talvez o sejamos, não importa o que diga o passar dos anos.”
  • “Na solidão da escuridão, quase consegui sentir a finitude da vida e sua preciosidade. Não damos valor, mas ela é frágil, precária, incerta, capaz de terminar a qualquer momento, sem aviso.”
  • “Cada dia, cada hora e cada minuto merecem ser apreciados.”
  • “Você sempre esteve ao meu lado quando precisei de você. Na vida e na morte, sempre vou amar você.”
  • “Algumas coisas na vida são tão bizarras, que só podem ser verdadeiras.”
  • “Ele me lembrou que cada um de nós tem apenas uma chance para conquistar a medalha de ouro, sem replay.”