Frases de Napoleão


Frases de Napoleão

Veja belas frases deste ícone da história | Foto: Reprodução

Algumas frases de Napoleão Bonaparte

Apesar de seus fracassos, é preciso lembrar de Napoleão como um exemplo de pessoa forte e determinada. Algumas destas características estão estampadas em suas frases.

  • “O entusiasmo é a maior força da alma. Conserva-o e nunca te faltará poder para conseguires o que desejas.”.
  • “Um líder é um vendedor de esperança.”.
  • “Sabei escutar, e podeis ter a certeza de que o silêncio produz, muitas vezes, o mesmo efeito que a ciência.”.
  • “O tolo possui uma grande vantagem sobre o homem de espírito; está sempre contente consigo mesmo.”.
  • “A bravura provém do sangue, a coragem provém do pensamento.”.
  • “As verdadeiras conquistas, as únicas de que nunca nos arrependemos, são aquelas que fazemos contra a ignorância.”.
  • “O tempo é o único bem totalmente irrecuperável. Recupera-se uma posição, um exército e até um país, mas o tempo perdido, jamais.”.
  • “O que eu procuro, antes de tudo, é a grandeza: o que é grande é sempre belo.”.
  • “Circunstâncias? O que são as circunstâncias? Eu sou as circunstâncias!”.
  • “Seis horas de sono para um homem, sete para uma mulher e oito para um tolo.”

História

Napoleão Bonaparte foi um dos maiores personagens de toda a história. Nascido em Córsega (Ilha do Mediterrâneo, sob domínio da França), deixou marcas fortes desde sua infância, pois, mesmo sendo de família pobre era dono de um título de nobreza (Pela República de Gênova), estudando na academia militar. Apesar de todos os obstáculos que encontrou durante o estudo, ele sempre se manteve muito confiante e por esta confiança e por sua determinação, foi nomeado, com apenas 19 anos, tenente da artilharia militar francesa. Aderiu com garra ao movimento conhecido por Revolução Francesa (que aconteceu entre 1789 e 1799), onde encontrou a oportunidade perfeita para alcançar seu objetivo maior: Fazer com que os soldados se sentissem heróis invencíveis, por isso, sempre foi muito aclamado por seus soldados e muito bem visto pela maioria do povo francês.

A Era Napoleônica

A França estava passando por um momento difícil, devido aos processos revolucionários que cada vez mais ocorriam no país. De um lado estava a burguesia insatisfeita com revolucionários radicais e do outro lado estavam as monarquias tradicionais européias, que temiam que as idéias revolucionárias francesas se espalhassem pelos seus reinos. O fim deste processo revolucionário marcou um novo período na Europa: A Era Napoleônica, dividida em três fases e estabelecida diante de um governo derrubado. Depois de vários anos de conflitos, o governo de Napoleão era justamente a esperança que o povo enxergava de ter um governo estabilizado. Porém, os resultados obtidos por este alegraram apenas a classe dominante (Napoleão tem fama de não ter permitido que as classes mais pobres tivessem voz) e com o apoio destas camadas, cada vez mais foi subindo ao poder.

Napoleão e o Brasil

Sabe aquela famosa fugida que os Portugueses deram para o Brasil? Culpa de Napoleão. Portugal tinha a Inglaterra como a maior sócia nos negócios. Extremamente pressionados por ele (que era obcecado em destruir a Inglaterra), os portugueses não encontraram outra opção a não ser a de fugir, pois não podiam abrir mão dos negócios com a Inglaterra e nem podiam ficar lá e serem atacados pelo exército Napoleônico.

Seu fim

Após todas as conquistas, tornou-se imperador e incorporou um novo objetivo: Derrotar a todo custo os ingleses. Para isso, impôs o bloqueio continental, guerras e tratados. Porém, após diversas derrotas em todos os campos, Napoleão acabou sendo enviado para um exílio, onde permaneceu por anos até falecer.