Efeitos colaterais dos anabolizantes


Busca pelo corpo perfeitoComo já diz o poeta, “que me desculpem as feias, mas beleza é fundamental”. Na verdade, a sociedade cobra de seus membros a tão desejada beleza, mas engana-se quem acha que isso é coisa da sociedade moderna, essa cobrança sempre existiu, o que varia com o tempo é apenas o padrão de beleza desejado.

Atualmente o bonito são os corpos sarados e malhados de academia, e na busca por esse padrão algumas pessoas recorrem a Esteróides Anabolizantes, que nada mais são que drogas produzidas com a finalidade de substituir o hormônio masculino Testosterona, que é produzido nos testículos e atua no desenvolvimento das características sexuais masculinas, como a voz grave, a presença de uma maior quantidade de pelos, a barba, dentre outros. Estes anabolizantes quando na forma de medicamentos auxiliam no tratamento de distúrbios relacionados à falta ou à carência do tal hormônio.

Uso de anabolizantesO grande perigo está no uso descontrolado destas substâncias sem um acompanhamento médico, pois os efeitos colaterais são devastadores para o organismo. Os sintomas variam de acordo com sexo e idade: nas mulheres eles podem causar o surgimento de traços masculinos, como pelos na face ou o engrossamento da voz, nos homens é comum a diminuição na produção de esperma, calvície e dores ao urinar. Nos adolescentes e pré-adolescentes eles ocasionam a parada no desenvolvimento, deixando por muitas vezes, jovens de baixa estatura, dentre outros problemas.

E por incrível que pareça, não para por ai! Os efeitos de seu uso podem chegar ao extremo de causar distúrbio de humor, doenças cardiovasculares, como o infarto, hipertensão, elevação das taxas de colesterol e até mesmo o surgimento de Câncer, e como muitos deles são injetáveis, há ainda o risco de se contrair outras doenças caso sejam compartilhadas as seringas para aplicação, como AIDS e Hepatite.

E por fim, a venda e o uso de anabolizantes só podem ocorrer com prescrição médica, fora desta situação, caracteriza crime, o que gera a pergunta: Realmente vale a pena correr todos estes riscos em nome de um corpo malhado com pouco esforço?

Fontes de informações:

http://www.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/quest_drogas/esteroides_anabolizantes.htm