Criação de peixes Betta – cuidados, alimentação, aquários


Peixe Betta

Criar peixes ornamentais pode ser um hobbie delicado, pois é necessário que o habitat natural desse animal seja projetado no aquário, por meio de solo, vegetação, pH e temperatura da água. Se você procura uma espécie de fácil manutenção, uma dica é cultivar peixes Betta, peixe de origem asiática que é famoso pela coloração singular e agressividade entre a mesma espécie.

Encontrado em regiões alagadas e de solo inclinado, onde geralmente cultiva-se arroz. Não são, entretanto, encontrados nas cores e tamanhos que vemos em lojas de animais, em sua forma selvagem o peixe possui coloração marrom opaca e caudas curtas, sendo essa beleza que nos faz lembrar de pavões abertos, puro fruto de combinações e cruzamentos. Os peixes de aquário são, em sumo, criaturas híbridas. No habitat natural o peixe não tem um nível de oxigênio abundante, muito menos movimento das águas, o que faz com que a sua criação doméstica seja mais prática. Ter espaço é uma boa opção para criar esses animais, porém o Betta pode viver perfeitamente em aquário de 2 litros de água, que podem ser usados na decoração de estantes e prateleiras.

Um cuidado que se deve tomar em relação a esse peixe, é a interação das espécies. O macho é muito agressivo e jamais deve ser colocado no mesmo aquário que outro macho, pois uma das famas que o Betta tem é de o peixe-de-briga. Mini torneios ocorrem no Japão e China, onde apostas ocorrem para saber quem seria o macho vencedor dessa luta aquática. Por vezes, os dois animais morrem. Muito menos se deve deixá-lo na presença de fêmeas, ele também as ataca e pode a matar. Apenas as fêmeas podem viver entre si, embora muitas vezes algumas apresentem comportamento agressivo ou um macho que ainda não apresentou características masculinas ser inserido no convívio com as Bettas fêmeas.

A única ocasião onde o macho e a fêmea podem estar juntos, é no acasalamento, que dura de segundos a minutos.

Alimentação

No ambiente natural o Betta se alimenta de pequenas larvas e insetos, você pode dar ao animal algumas iscas domésticas, mas recomenda-se o uso de Tetra BettaMin, ração própria para nutrir e deixar a cor das escamas do peixe brilhantes e vibrantes.

Ambiente

Os peixes possuem respiração resistente, não sendo necessário o uso de filtros artificiais, porém a troca da água deve ser monitorada para que o peixe não respire soluções sólidas que podem ocasionar em tumores. O solo artificial deve ser comprado com orientação de um vendedor, mas sabe-se que areia de praia é extramente proibido para esse tipo de peixe, pois é de águas doces e solo campestre.

Reprodução

Quando a fêmea está em seu período fértil, apresenta listras horizontais no corpo e um pequeno ponto branco, semelhante a um ovo, próximo ao ânus. O macho se já desenvolvido, está fértil constantemente, porém é necessário que ele esteja fazendo o ninho de bolhas onde ele depositará os ovos.
Se você deseja acasalar Betta macho com e Betta fêmea, terá que ser cauteloso.

O aquário precisará estar evacuado, sem solo artificial (areia específica ou cascalho), bombas de filtragem ou plantas no cetro do aquário. Após reconhecer a fêmea, o que pode acontecer após algumas perseguições no aquário, o macho e a fêmea irão acasalar formando um “U” duplo e encaixado.
Se o ninho de bolhas estiver formado, faça o seguinte passo à passo:

  • Use um pequeno recipiente totalmente limpo para transportar a fêmea ao aquário. Ele funcionará para que você recolha o peixe após ela desovar, porque o macho pode agredi-la até a morte ou ela irá tentar comer os ovos.
  • Se possível, utilize algum material escuro embaixo do aquário para o macho visualizar melhor os ovos que irão cair no fundo do aquário.
  • Para que o ninho não se desprenda você pode optar por colocar no canto do aquário um pedaço de isopor ou planta natural para que o ninho fique fixo.
  • Após o macho colocar ovo povo ovo em cada bolha, retire-o do aquário. Ele apresentará comportamento igual à fêmea, comendo os filhotes após a eclosão da casca.
  • Alimente os filhotes com misturas ministradas de gema de ovo, disponíveis em lojas.
  • Com o tempo você terá que separar os machos e as fêmeas devido ao comportamento da espécie.

Para que o macho esteja preparado à reprodução, podem ser feitos exercícios, como deixá-los em frente a espelhos ajudam na produção dos hormônios que são liberados com a agressividade do macho.