Conheça um pouco da magia que envolve as danças árabes!


As danças folclóricas árabes originam-se de diversas regiões do mundo árabe, tendo diversas músicas, roupas e ritmos próprios à sua execução.

A dança do ventre é a mais conhecida dança dos países árabes, sendo uma dança completamente feminina, fascinante. Existem várias teorias sobre sua origem, normalmente, são ligadas à natureza e à rituais realizados nos templos da deusa Ísis, ligados à fertilidade, ou em agradecimento pelas cheias do Rio Nilo.

Os movimentos foram modificados com o passar do tempo e, de acordo com cada região, foram incorporando novos significados e regras para a sua execução, ao longo da história. Os movimentos primitivos eram muito diferentes e tiveram passagem pelo antigo Egito, Mesopotâmia, Babilônia, Índia, Grécia e Pérsia, cujo objetivo era o de preparar as mulheres para serem mães.

Dança do Ventre

Conheça algumas das danças folclóricas árabes

  • KHALEEGE

Dança folclórica originária do Golfo Pérsico. Atualmente, é comum nesses países, durante algumas festas familiares onde as presenças são femininas, as mulheres vestirem túnicas típicas (Galabya) para essa dança e começarem a dançar.

A execução dessa dança é uma marcação para os pés, os ombros e braços também se movem, assim como a cabeça e principalmente, os cabelos. Ao contrário da dança do ventre, os quadris não se movem muito.

KHALEEGE

Veja como é essa dança no vídeo:

  • DANÇA DO BASTÃO/  DA BENGALA

É a versão feminina da dança masculina chamada Tahtib e originária do Egito. A dançarina, sempre com expressão alegre, dança sensualmente manejando o bastão em várias direções, demonstrando destreza e habilidade.

DANÇA DO BASTÃO/  DA BENGALA

Veja a apresentação da dança do bastão nesse vídeo:

  • DABKE

Originalmente masculina, hoje em dia é dançada pela família inteira. É dançada em grupos de mãos dadas, formando rodas ou meia-lua. A movimentação se restringe aos pés, que fazem várias batidas e passos no chão. É bastante comum em reuniões árabes em restaurantes e bares no Brasil e, em seus países de origem, são comuns em comemorações.

DABKE

Visualize melhor essa dança assistindo a esse vídeo:

  • TAHTIB

É executada com dois bastões e originou a dança feminina do bastão ou da bengala, é tipicamente masculina, sendo dançada geralmente por dois homens, que manejam os bastões com habilidade e simulam uma luta.

Originária do Egito, dizem que os homens egípcios costumavam levar sempre um cajado consigo, para proteção ou para pastorear ovelhas e acabavam usando esse cajado para dançar em comemorações.

TAHTIB

Tenha uma melhor ideia sobre essa dança ao assistir a esse vídeo:

  • MELEAH LAFF

Significa “lenço enrolado” e é dançada com vestido cobrindo o ventre e o lenço preto começa enrolado ao corpo e rosto da dançarina, que depois o tira e dança com ele. É uma dança alegre e irreverente.

MELEAH LAFF

Assista à uma apresentação de Meleah Laff nesse vídeo:

  • DANÇA DO JARRO

Essa dança é originária do Egito antigo e é uma celebração às cheias do Rio Nilo, já que as águas eram muito escassas e só eram obtidas após as cheias do rio. As dançarinas fazem movimentos com os jarros, que podem ser de barro ou imitando-o e o colocam em partes do corpo durante a dança, como cabeça, cintura e ombros.

DANÇA DO JARRO

Conheça essa dança, assistindo a esse vídeo: