Conheça a poderosa drenagem linfática com bambu, ou bambuterapia!

BambuterapiaEssa técnica chegou ao Brasil há pouco tempo, mas já se tornou uma verdadeira febre nas clínicas estéticas! Pudera, além dos efeitos da drenagem linfática, ainda relaxa o corpo, recuperando a energia e a vitalidade!

Algumas famosas, claro, já aprovaram essa drenagem, como a apresentadora Sabrina Sato. A massagem é aplicada desde o rosto ao resto do corpo, utilizando-se bambus de diferentes tamanhos, que se tornam como extensões dos dedos da massoterapeuta, que consegue massagear áreas de difícil alcance e proporcionar sensações novas à pessoa que recebe a massagem. Os bambus utilizados na drenagem são confeccionados especialmente para esse fim e devem ser higienizados após cada aplicação.

Essa drenagem, como a drenagem linfática tradicional, elimina líquidos e toxinas do corpo, promovendo uma tonificação e ativação da circulação sanguínea, o que contribui para acabar com a celulite e gorduras localizadas, modelando o corpo. Além disso, possui efeito relaxante.

A massagem pode ser feita em qualquer parte do corpo, seja no rosto, para evitar ou melhorar os sinais de envelhecimento, nas costas, barriga, bumbum, pernas,etc. A bambuterapia pode ser feita sem restrições de modo geral, mas, gestantes e pessoas com algum tipo de tumor ou infecção, devem ficar de fora dessa novidade.

Veja a lista de indicações da drenagem linfática com bambus:

Bambuterapia

  • RELAXAMENTO;
  • HARMONIZAÇÃO E MELHORA DO EQUILÍBRIO ENERGÉTICO;
  • REDUÇÃO DE CELULITES (TIPOS I E II);
  • MELHORA DA CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA;
  • DESINTOXICAÇÃO;
  • ALÍVIO DE DORES;
  • REMODELAR O CORPO.

Como funciona uma drenagem linfática?

Nosso corpo possui gânglios em locais estratégicos que funcionam como se fossem “escoadouros”. Esses gânglios devem ser estimulados antes de qualquer drenagem, para que fiquem desobstruídos e possam servir de canais para a eliminação de líquidos que contém as toxinas a serem eliminadas.  Veja onde se localizam alguns gânglios: nas virilhas; no ponto entre as costelas, na parte da frente do tórax; junto à “saboneteira”, bem abaixo do pescoço e também junto aos lóbulos das orelhas, na parte da frente.

A drenagem linfática serve para que se conduzam as toxinas, através de movimentos suaves, com leve pressão, de um ponto próximo, em direção aos gânglios. Por exemplo: temos gânglios nas virilhas, então, colocamos as duas mãos, uma de cada lado da coxa, próximo ao joelho e vamos deslizando as mãos juntas, fazendo leve pressão com os polegares e indicadores, sem tirar as mãos da pele, até chegarmos às virilhas.

A bambuterapia dura, em média, uma hora e a indicação é que seja feita uma vez por semana.

Recomendar:

Comentários

Sobre o autor

Redação

SiteTwitterFacebook