Como fazer um delicioso churrasco?


Uma das comidas características do Rio Grande do sul é também uma das mais apreciadas pelo país afora, especialmente quando os gaúchos saem da terra natal e passam a preparar os deliciosos assados nos novos estados para onde vão, ou ainda, os visitantes que chegam ao estado gaúcho invariavelmente procuram uma das dezenas de churrascarias para experimentar as muitas carnes, assadas à maneira típica, do delicioso churrasco gaudério!

O famoso churrasco gaúcho

Mas, embora os gaúchos sejam os especialistas nesse preparo, tendo certos truques e seu modo especial de preparar as carnes e assá-las, cada uma de maneira diferente, o churrasco pode ser feito por qualquer pessoa, desde que se sigam certos procedimentos básicos, que garantirão às carnes assadas, a suculência, sabor e maciez que podem ser perdidos se o assador não os fizer certo.

QUER APRENDER A PREPARAR UM CHURRASCO COMO OS GAÚCHOS?

  • CHURRASQUEIRA, PRIMEIRO INSTRUMENTO A SER PROVIDENCIADO

Em primeiro lugar, esqueça as churrasqueiras do tipo grelha, esses churrascos são típicos dos americanos, gaúchos jamais usam tais métodos! A churrasqueira usada pelos gaúchos, originalmente, era no chão mesmo, nos famosos e ainda muito usados fogos de chão, onde a carne, normalmente as costelas inteiras do gado, são espetadas em espetos de madeira e cravados no braseiro, onde são assadas bem devagar, por seis ou doze horas. Enquanto isso acontece, ao redor, as rodas de chimarrão, o copo de cachaça e as danças típicas entretém as prendas e peões até que a carne esteja assada!

Apesar dessa confraternização ainda acontecer muito, é mais comum em eventos mais rurais, nos finais de semana da gauchada da cidade, o costume é se assar as carnes em churrasqueiras construídas nas áreas de lazer das casas, ou em qualquer espaço possível, na parede. Além dessas, quando é necessário improvisar, são usados ainda, metades de tonéis de metal, deitados, para acender o fogo ou as rudimentares, mas eficientes, churrasqueiras feitas de tijolos empilhados ao ar livre. Estes são empilhados até certa altura, formando um quadrado, dentro do qual o fogo e feito e, sobre o qual, os espetos são colocados uns ao lado dos outros com a carne sobre o braseiro.

  • UTENSÍLIOS QUE PODEM SER ÚTEIS PARA O PREPARO DE UM BOM CHURRASCO:

  • faca de carne bem afiada;
  • espetos para churrasco;
  • tábua de carne;
  • vasilha para preparar as carnes, no Rio Grande do Sul, costuma-se usar a chamada “gamela”, que é como uma bacia de madeira;
  • sal grosso para temperar a carne;
  • tempero para a carne (esse item é controverso entre os assadores gaúchos, alguns só usam sal grosso, mas as aves, por exemplo, ou carnes que não sejam de gado, podem receber alguns temperos a gosto);
  • carvão de boa qualidade.
  • DICAS IMPORTANTES ANTES DE PREPARAR O CHURRASCO:

Delicioso churrasco

  • Como em todas as reuniões, é importante saber o número, ao menos aproximado de pessoas que comerão o churrasco, entre homens, mulheres e crianças (a quantidade de carne para cada um desses, varia muito!);
  • Prepare os utensílios de preferência no dia anterior, deixando a faca bem afiada, etc.;
  • sempre é bom comprar um pouco a mais de carne, considerando-se que podem vir acompanhantes inesperados de alguém, como uma nova namorada ou um amigo, etc.;
  • Se usar churrasqueiras portáteis, verifique a direção do vento antes de posicioná-la.
  • Antes de colocar as carnes no fogo: verifique se o fogo está bem estabilizado, sem labaredas ou fumaça em excesso;
  • As carnes devem estar totalmente descongeladas, mais à temperatura ambiente do que muito geladas antes de serem colocadas no fogo;
  • O sal grosso deve ser distribuído pelo corte todo de carne, de forma generosa, deve estar bem seco e, antes de servir a carne, é costume que ela seja “batida” levemente para que o excesso de sal saia, caso contrário, ficará excessivamente salgada e impossível de ser comida!
  • O espeto deve ficar à boa distância das brasas para que a carne seja assada sem secar demais, pode ser uns quarenta centímetros de altura, dependendo, claro, da grossura do corte, quanto mais fino, mais cuidado ao assar;
  • A carne não pode entrar em contato com labaredas, caso contrário, a superfície fica carbonizada e a carne pode ficar torrada, totalmente estragada!
  • Na dúvida se a carne está pronta, retire o espeto do fogo e corte uma pequena fatia.
  • O importante ao assar um churrasco, além desses detalhes, é cuidar o tempo necessário para assar cada corte de carne, não deve ser feito com pressa, afinal, o churrasco é um momento de confraternização!
  • CORTES DE CARNES APROPRIADOS PARA CHURRASCO:

Aqui, certamente o que conta é o gosto pessoal de cada pessoa, mas, de modo geral, certas carnes são as mais tradicionais para um churrasco legítimo, sendo, na ordem, as carnes de gado, porco e ovelha, as costumeiramente assadas na churrasqueira gaúcha. Logicamente, em churrascos feitos em casa, para a família e amigos, sempre se colocam carnes opcionais para agradar a vários paladares, por exemplo, o frango, sendo as sobrecoxas e as coxas as partes mais assadas e ainda, as “coxinhas” das asas, assadas primeiramente para serem servidas de aperitivo. Para aperitivo também é costume se assar salsichões, linguiças e corações de frango, que são servidos com farinha de mandioca antes de a carne ficar pronta.

Os cortes de gado mais indicados para churrasco são

  • costela (“janela” e “minga”);
  • picanha;
  • entrecote;
  • vazio (fraldinha);
  • chapéu-do-bispo (maminha);
  • ripa da chuleta.