Como escolher o piso para cozinha ideal?

Quando se está construindo uma casa ou reformando, cada detalhe faz a diferença e isso costuma nos trazer certa insegurança e dúvidas. Claro que queremos tudo muito perfeito, muito bonito e funcional, mas, com tantas opções de materiais de construção e de decoração, essa escolha se torna bastante difícil!

Cada peça da casa exige escolhas, como os tipos de aberturas, as maçanetas das portas, interruptores de luz, cor da tinta das paredes, o piso… para cada um desses itens, as lojas de materiais de construção oferecem inúmeras opções, por isso, na hora de nos decidirmos, precisamos ser práticos, levando em consideração outros detalhes além da estética, simplesmente!

O que se deve observar ao escolher o piso de uma cozinha?

Embora as dezenas de ofertas de pisos de variados estilos, materiais ou texturas, ao escolher o piso da cozinha, devemos levar em consideração, não apenas a aparência que esse revestimento dará, à estética, por assim dizer, mas também deve-se observar outros detalhes que, a longo prazo serão muito importantes, como:

  • FUNCIONALIDADE: deve-se observar se o revestimento em questão é resistente e se a superfície será de fácil limpeza, o que é essencial para o dia a dia de uma cozinha;
  • APARÊNCIA: sim, ela também é importante e deve ser observada no piso escolhido. As cores de um piso de cozinha devem ser harmoniosas com o resto da mobília, não devendo destoar dos móveis escolhidos. Se o ambiente da cozinha for integrado ao de uma sala, por exemplo, ambos os cômodos devem ser revestidos com o mesmo tipo de piso, mas, já que a cozinha terá o piso como o da sala, prefira o porcelanato para as duas e não o contrário, pois um piso de madeira não é boa escolha para uma cozinha.
  • ACABAMENTO: como já dissemos, o piso deve ser do tipo “frio” e é bom que a superfície seja bem observada, não podendo ser muito lisa, caso contrário, se tornará escorregadio e perigoso! Também não deve ter muitos acabamentos ou detalhes, nada práticos ou harmoniosos em uma cozinha. O ideal é que seja liso, em uma cor só, mas, caso queira muito diversificar as cores, opte pelo tradicional xadrez, com apenas duas cores.
  • PAREDES COMBINANDO: quando um cômodo é pequeno, um bom truque é escolher o piso da mesma cor das paredes. Numa cozinha, onde, geralmente as paredes são revestidas de azulejos, se estes forem em branco, apostar num piso branco fará com que a cômodo pareça mais espaçoso, isto sem falar na questão da higiene que o branco representa! Além disso, o branco é uma cor sofisticada e não sai de moda!

Alguns tipos de pisos indicados para cozinhas

– PORCELANATOS: são excelentes escolhas para as cozinhas, já que são resistentes à manchas e tem um acabamento muito bonito. Dentre as diversas marcas e opções, os porcelanatos se dividem em dois tipos:

  • PORCELANATO TÉCNICO: é feito com uma massa porcelânica que já possui características de cor e padrões (recebem corantes na própria massa, o que determina cor ou decoração das peças). Eles não recebem qualquer tipo de revestimento (esmalte), então, são super resistentes e têm baixíssimo índice de absorção. Esse tipo de porcelanato pode ter o acabamento polido e o não polido (sem brilho) e também podem oferecer acabamentos anticatos e texturizados.
  • PORCELANATO RÚSTICO: este tipo recebe uma camada de esmalte sobre a massa porcelânica e por isso não tem a mesma resistência à absorção que os porcelanatos técnicos. Mesmo assim, é uma das melhores indicações para cozinhas e tem resistência maior do que cerâmicas comuns. Nesse tipo de porcelanato, existe uma classificação de PEI (mede a resistência para alto tráfego). Este detalhe deve ser levado em consideração na hora da compra!

Os porcelanatos costumam ser peças grandes, o que dá uma impressão de amplitude ao piso, além disso, as emendas entre as peças são mínimas, ou seja, o rejunte é muito menor, o que, para um piso de cozinha é muito interessante, já que, dessa forma, evita-se manchas nessas emendas, e o piso ficará bonito por mais tempo!

GRANITOS: o nome deriva de “granulado”, já que é possível perceber grãos minerais nas peças de granito, e essa é uma característica desse material muito resistente, usado também em bancadas de cozinhas, especialmente por sua durabilidade e resistência, muito maior do que os mármores ou outros.

Veja algumas fotos de bonitos pisos de cozinhas e inspire-se  para escolher o seu!

Piso para cozinha

Piso para cozinha 2

Piso para cozinha 3

Piso para cozinha 4

Piso para cozinha 5

Recomendar:

Comentários

Sobre o autor

Redação

SiteTwitterFacebook