Como amamentar um bebê – dicas e benefícios


Como amamentar um bebê

Bebês amamentados no peito têm tem uma alimentação mais nutritiva, mais segurança emocional do que os bebês alimentados com mamadeira e menos tedência para as gastrenterites.

Dicas: informações de como amamentar um bebê corretamente

A hora mais indicada para a amamentação é quando o bebê pede (normalmente chorando); o que nas primeiras semanas pode acontecer uma dúzia de vezes por dia; no entanto, em breve a criança começa a contentar-se com uma mamada de três em três ou quatro em quatro horas.

Na hora de alimentar seu bebê através da amamentação, fique numa posição bem cômoda. Use um vestuário que lhe permita facilmente retirar o peito e sente-se numa cadeira baixa que lhe permita assentar bem os pés no chão e apoiar as costas.

Toque levemente na bochecha do bebê que está do lado do mamilo. O bebê vira a cabeça em direção deste e começa a mamar. O mamilo deve estar todo na boca do bebê, pois, se ele mamar só na ponta, as aberturas do mamilo fecham e o leite deixa correr.

Mais dicas

  • Se o bebê tiver dificuldade em pegar no peito, segure a orla da aréola – a área escura que rodeia o mamilo – entre o dedo indicar e o médio; em seguida, aperte suavemente o mamilo e introduza-o na boca do bebê.
  • Em cada mamada, dê sempre de mamar dos dois seios, passando o bebê de um para o outro ao fim de 10 a 20 minutos.
  • Para tirar o bebê do peito, faça pressão com um dedo entre a aréola e a boca ou puxe cuidadosamente o queixo do bebê para baixo.

Benefícios para o bebê

  • Previne: vômitos, otites, alergias, diarreia, pneumonia, bronquite, meningite, resfriados, infecções urinárias e respiratórias;
  • Melhora o desenvolvimento mental;
  • É facilmente digerido;
  • Promove uma ligação emocional muito forte com a mãe;
  • Ajuda na melhor formação da boca e alinhamento dos dentes;
  • Desenvolve os músculos e ossos da face, promovendo melhor flexibilidade na articulação das estruturas que influenciam na fala;
  • Estimula o padrão respiratório nasal do bebê, facilitando a oxigenação das estruturas faciais.

Benefícios para a mãe

  • Seu corpo volta ao normal mais rapidamente;
  • Reduz o sangramento pós-parto;
  • Diminui o tempo que o útero e os seios costumam levar para voltar ao tamanho normal;
  • Queima calorias;
  • Protege do cancro de mama que surge antes da menopausa;
  • Protege do cancro de ovário;
  • Cria relações afetivas muito fortes com o filho.

Mitos sobre a amamentação

É mito que as mães que fizeram plástica nos seios não podem amamentar, pois o tecido glandular é preservado nesse tipo de cirurgia. Também é um comentário não verdadeiro que o tamanho e a forma dos seios influenciam na amamentação. Como a quantidade de tecido glandular é quase a mesma em todas as mulheres, a quantidade de leite produzida vai ser semelhante.