Como afastar e eliminar aranhas domésticas

AranhaAs aranhas são animais que embora selvagens, fazem parte da paisagem urbana, tendo milhões de espécies ao redor do mundo, sendo as mais exóticas encontradas em habitat natural, e outras que no dia a dia do homem representam perigo devido a sua toxidade.

A variedade das aranhas vai do tamanho, hábitos, cores e formados, mas algumas características são padrões como os quatro pares de patas, a cabeça (cefalotórax), abdômen e de 2 a 8 olhos, havendo espécies cegas (cavernosas). Possuem presas que podem funcionar cruzando-se ou sendo injetadas na pele do homem, algumas são venenosas e outras podem simplesmente irritar a pele ao liberar seus minúsculos pelos. São bichos astutos e de movimentos rápidos, podendo ser encontrados em teias domésticas, terrenos abandonados, oco de árvores, cachos de plantas e até mesmo na água, pois esse animal apesar de possuir pulmões, consegue ficar sem respirar devido aos pulmões facultativos.

Constroem teias feitas de seda, onde descansam, capturam pequenos animais para se alimentar ou simplesmente desovam os pequenos ovos de onde surgiram centenas de outras aranhas. As aranhas podem ou não representar perigo ao homem, mas isso depende da espécie encontrada, chegando algumas até em viver em ‘’comunhão’’ em pequenas teias no canto de paredes, porém outras necessitam de uma atenção dobrada e cuidados, pois seu veneno possui toxinas degeneradoras de células que podem comprometer partes do corpo do homem.

No Brasil, as espécies mais comuns e responsáveis pela procura de médicos são as aranha armadeira, marrom viúva-negra e aranha de grama. As tarântulas apesar de assustarem pelo seu grande porte, não representam risco significativo ao homem, sendo domesticada em alguns casos, porém não se recomenda o contato com esse animal devido aos seus pêlos urtigates.

Evitando os riscos

As aranhas citadas não são comuns no meio urbano, e a sua presença em casas só pode ser devido a você morar próximo a matos e terrenos, ou a destruição do habitat natural desse animal o levou a invadir a área urbana, embora sejamos nós os verdadeiros invasores.

Cuidado!

Os acidentes causados por esses artrópodes podem ser perigosos, a picada de uma aranha pode libera no organismo uma quantidade mínima, mas suficiente para o homem apresentar os seguintes sintomas:

  • Ritmo cardíaco desregular
  • Câimbras
  • Tremores
  • Vertigens
  • Dor local ou corporal

Os ataques a crianças ou pessoas com baixa imunidade podem ser fatais, pois o veneno da aranha é naturalmente usado para a paralisia de suas presas e pode levar à necrose.

Elimine os riscos de sua casa!

Para que as aranhas não adentrem a sua casa ou proximidades, siga as dicas à seguir:

  • Mantenha as áreas e quintais que possuem plantas limpos, evitando bagunça gerada por folhas caídas, lixo e materiais de construção que funcionam como ótimos abrigos às aranhas.
  • Evite plantas trepadeiras que se fixam à paredes e muros da casa, assim como a planta bananeira, que é o lar favorita de muitas espécies de aranhas.
  • Seja vigilante, mantenha as proximidades de sua casa sempre limpas, no caso de terrenos baldios e espaço abandonados.
  • Verifique qualquer peça de roupa e sapato antes de usar.
  • Tape qualquer buraco em paredes que sirvam de casa para as aranhas.
  • Se você ama plantas de qualquer tipo e não irá se desfazer delas por isso, tenha então a cautela de fechar as portas e janelas ao entardecer.
  • Se encontrar uma aranha em algum móvel, verifique todo o objeto para encontrar possíveis ninhos.

Lembrando que eliminar esses animais é uma última opção, caso não seja possível entrega-los aos órgãos responsáveis pela análise e catalogação delas, e também em casos de acidentes, pois identificar o animal é importante para saber que medidas devem ser tomadas, porém essa ‘’coleta’’ do animal deve ser extremamente cuidadosa e não se deve jamais tocar nele com as mãos.

Recomendar:

Comentários

Sobre o autor

João Silva

SiteTwitterFacebook