Carboxiterapia – fotos de antes e depois

Antes e depois da Carboxiterapia

Muito utilizada no combate às estrias, celulites, flacidez e gordura localizada, a carboxiterapia consiste em um tratamento com várias sessões em que o gás carbônico anidro é injetado na pele através de uma microagulha ligada a um aparelho que emite CO2.

Além de melhorar a aparência da pele e reduzir as estrias e celulites, essa técnica também pode ser utilizada com sucesso para clarear e amenizar cicatrizes. E o melhor é que a carboxiterapia não cria nenhuma alergia ou reação adversa, pois não está sendo injetado nenhum remédio e sim o CO2, que é um gás constantemente presente no nosso organismo.

Problemas na pele que a carboxiterapia ajuda a diminuir

  • Estrias
  • Celulite
  • Gordura localizada
  • Flacidez
  • Olheiras
  • Rugas
  • Cicatrizes

Como o carbono trabalha

Quando o gás carbônico é injetado na pele, o nosso corpo precisa mandar mais oxigênio para a área, como uma resposta ao CO2. Esta resposta do corpo faz com que a circulação da área chegue a melhorar consideravelmente.

Com uma melhor circulação, o corpo começa a eliminar as fibras de colágeno antigas e produzir novas e mais resistentes. Essas fibras são responsáveis pela firmeza e sustentação da pele.

No tratamento para as gorduras localizadas ele funciona do mesmo jeito. Com o aumento da circulação nas áreas de tratamento, o corpo necessita queimar mais gorduras para ganhar energia e continuar realizando o transporte de oxigênio naquela área.

Quando o objetivo da carboxiterapia é amenizar as estrias, olheiras e flacidez, o carbono é aplicado na camada mais superficial da pele. Já quando o objetivo é diminuir as celulites e gorduras localizadas o gás carbônico precisa ser injetado na camada mais profunda da pele, que é onde o oxigênio precisa agir.

Mas é importante lembrar que a celulite não é apenas um problema de pele, e sim o resultado de vários fatores que a levaram a aparecer. Então as sessões de carboxiterapia sozinhas não são suficientes para apagá-las completamente. É necessário combinar o tratamento com CO2 à uma dieta alimentar balanceada e rica em frutas e verduras, além de muitos exercícios físicos.

Cuidado!

Apesar de ser uma terapia simples e sem muitos riscos, a aplicação de gás carbônico deve ser feita exclusivamente por um médico. É muito comum ver em algumas clínicas fisioterapeutas ou enfermeiros realizando a injeção de CO2. Isto é errado e pode comprometer não só os resultados da sua terapia como também a sua saúde.

Em 2010 uma mulher faleceu após uma carboxiterapia por culpa de uma negligência do fisioterapeuta que estava realizando a sessão. Por isso é importantíssimo que o tratamento seja feito em uma clínica devidamente registrada e autorizada a fazer esse tipo de terapia, e que o carbono seja injetado por um médico com experiências na área.

Fotos de antes e depois da carboxiterapia

Sessão de carboxiterapia

Sessão de carboxiterapia

 

Carboxiterapia facial

Carboxiterapia facial, eliminando olheiras - Antes e depois

 

Reduzindo a celulite da barriga

Reduzindo a celulite da barriga

 

Amenizando as celulites da perna

Amenizando as celulites da perna

 

Celulites do bumbum

Diminui consideravelmente as celulites do bumbum - Antes e depois

 

Antes e depois do procedimento

Apresenta resultados muito eficientes

 

Tratamento contra estrias

Excelente no tratamento contra estrias – Antes e depois

Recomendar:

Comentários

Sobre o autor

Anna de Cássia

SiteTwitterFacebook