Biografia e Obras de Padre Antonio Vieira


Padre Antonio Vieira

Nascido em Lisboa – Portugal – no ano de 1608, o Padre Antônio Vieira representa a maior expressão da eloquência sacra de Portugal e um dos maiores escritores do seu século. Sua família veio ao Brasil e se instalou em Salvador (BA) quando ele tinha apenas seis anos. Recebeu ordenação sacerdotal na Bahia e começou a atuar aos 15 anos na Companhia de Jesus, movimento cristão de catequização dos índios brasileiros. Estudou teologia, lógica, física, metafísica, matemática, economia e formou-se noviço em 1626 e em 1634 foi ordenado sacerdote na Bahia.

Aos 33 anos regressou a Portugal, mas voltou após alguns anos, pois suas ideias já não estavam mais agradando. Dessa vez foi tentar a sorte no Maranhão, o que não deu certo, então viajou por um período ao redor do mundo e retornou ao Brasil em 1681 para se dedicar à literatura. O Padre Antônio Vieira morreu aos 89 anos na Bahia.

O Padre

Antônio Vieira foi um missionário muito peculiar naquela época, ele defendeu fortemente os direitos humanos dos povos indígenas, aprendeu tupi-guarani para poder se comunicar melhor com esse povo e lutou no combate à escravidão. Os índios o chamavam de Paiaçu (Pai, Grande Padre em tupi) e nutriam grande carinho pela pessoa do padre. Antônio também defendeu os judeus e os católicos tradicionais. Criticou severamente os sacerdotes da sua época e até mesmo a Inquisição.

Na literatura, seus sermões fazem parte da coleção barroca do Brasil e de Portugal. Ele escreveu mais de 200 sermões, 700 cartas e outros textos.

Sermões mais famosos do Pe. Antônio Vieira

  • Sermão da Sexagésima
  • Sermão de Santo Antonio aos Peixes
  • Sermão de Nossa Senhora do Rosário
  • Sermão do Mandato
  • Sermão da Quinta Dominga da Quaresma
  • Sermão de Dia de Ramos
  • Sermão de São Pedro
  • Sermão da Glória de Maria, Mãe de Deus