A influência da alimentação no nosso humor


Alimentação

Todos sabemos da importância de uma alimentação equilibrada para garantir uma saúde perfeita. Sabemos também que os alimentos, além da nutrição, oferecem outros benefícios ao nosso orgnismo, são os chamados alimentos funcionais, que promovem, inclusive, a prevenção e até cura de certos males.

Agora, o que vem sendo seriamente estudada, é a influência da alimentação sobre nosso humor. Alguns alimentos tem o poder de interferir na produção de neurotransmissores, que são substâncias químicas que realizam a comunicação das células em nosso cérebro. Se houver falhas nessa conexão toda, ou se os níveis de alguma dessas substâncias não for adequado em nosso cérebro, o resultado será percebido no humor e na disposição.

Um dos mais conhecidos e estudados neurotransmissores é a serotonina, que éencontradaem alimentos ricos em triptofano, um aminoácido e em carboidratos.

Na Grã-Bretanha, o Food and Mood Institute, pesquisa a influência da alimentação no estado de ânimo. Num de seus testes, 200 pessoas fizeram uma dieta rica em triptofano e carboidratos, diminuindo o consumo de álcool, açúcar, cafeína e chocolate e aumentaram a ingestão de frutas, peixes e líquidos. Destes, 26% tiveram melhora na instabilidade emocional, 26% nos ataques de pânico e ansiedade e 24% melhoraram a depressão .

Outra consideração importante é a de que não se deve ficar muito tempo sem comer. Isso reduz os níveis de glicose, o que afeta negativamente o humor. Por isso,as seis pequenas refeições ao longo do dia são muito importantes.

Veja uma lista de alimentos considerados “fontes de alegria” e como é fácil adicioná-los ao nosso cardápio

  • Chocolate: contém tirosina: que estimula a produção de serotonina_ além de açúcar e minerais importantes como, cobre, magnésio (um nutriente que falta no período menstrual)  e manganês, ele aumenta a produção de endorfina e dopamina, que favorecem o relaxamento.
  • Banana madura: rica em carboidratos, que estimulam a serotonina e a vitamina B6, que aumenta a energia.
  • Aveia: cereal com triptofano, ajuda a liberar a serotonina, além de selênio, que colabora na produção de energia.
  • Brócolis: o ácido fólico presente libera a serotonina, garantindo o bom humor e renova as células. Por prevenir defeitos no sistema nervoso dos fetos, é essencial para as gestantes.
  • Espinafre e folhas escuras:  são ricas em magnésio, que aumenta a produção de energia, além de potássio e vitaminas A, C e do complexo B, que mantém o sistema nervoso em tranquilidade.
  • Jabuticaba, maracujá e laranja: combatem o estresse e a fadiga, pois são ricas em vitamina C; a jabuticaba também tem vitaminas do complexo B. Estas frutas são ótimas na defesa do organismo.
  • Oleaginosas: nesse grupo estão as nozes, amêndoas e castanhas, sendo a castanha-do-Pará uma poderosa fonte de selênio, por isso, combatem o estresse.
  • Leite (e seus derivados):  contém triptofano, por isso proporciona relaxamento muscular.
  • Ovos, com suas vitaminas do complexo B, garantem o bom humor e são benéficos para a memória;
  • Pimenta: A sensação de ardência (provocada pela capsaicina, presente na pimenta) estimula o cérebro a produzir endorfina, neurotransmissor responsável pela sensação de euforia. A pimenta-de-cheiro, a malagueta e a vermelha são as melhores para o humor.
  • Sementes de girassol e abóbora_  ajudam a regular o sono e contribuem com o humor, já que são ricas em triptofano. São boas opções de lanches entre as refeições.
  • Alface: nos talos e no “coração’ da alface, existe grande quantidade de lactucina, que garante efeito calamante.
  • Grãos como: grão-de-bico, ervilha e feijões;
  • Carnes, peixes.

Uma dieta com esses ingredientes, garantirá a serotonina necessária para que a alegria esteja sempre presente!